Manaus 30º • Nublado
Segunda, 29 Novembro 2021

Fenômeno meteorológico: saiba como ocorre a tromba d'água

trombadaguajessica

Pense no seguinte cenário: você está de férias com a família, aproveitando tudo o que a Amazônia tem a oferecer. Só que, de repente, olhando para o rio, você se depara com uma espécie de funil crescendo, entre o céu e a água. Um furacão? Tornado? A primeira reação é o medo, certo?

Calma, você não está presenciando um furacão ou nada do tipo. O nome do fenômeno é tromba d' água e, ele é mais comum do que você possa imaginar. A tromba d'água pode se formar sobre um lago, rio ou oceano. O seu formato lembra o de um tornado e muitas pessoas acabam confundindo os dois.

A família de Jéssica registrou o fenômeno. Foto: Leliane Bezerra/Arquivo Pessoal

Foi o que aconteceu com a universitária, Jéssica Wonghan, que estava com a família curtindo as praias da comunidade Caotá, localizada em Santarém, quando uma tromba d'água se formou no rio Tapajós. A jovem enviou à redação do Portal Amazônia belos registros do fenômeno.

"Eram por volta de 8h35, em uma comunidade que fica entre Ponta de Pedras e Alter do Chão. Fiquei admirada quando vi a tromba d'água se formando, então, corri para chamar a minha família. Não conseguíamos sentir o vento, mas ouvíamos o barulho causado pelo funil. E demorou quase 30 minutos para discipar", explicou a universitária.

Tromba d'água em Santarém. Foto: Jéssica Wonghan/Arquivo Pessoal

Esse não foi o único registro de uma tromba d'água no mês de junho. Os moradores de Coari (município distante a 450 quilômetros de Manaus) ficaram assustados quando o fenômeno natural se formou no Lago de Coari. A tromba d'água durou aproximadamente 10 minutos. Não houve nenhum dano material ou registro de feridos.

Já no dia 17 de junho, a página "Trânsito Manaus" postou um vídeo enviado por um seguidor de uma tromba d'água no Rio Negro. O fato ocorreu próximo ao Condomínio Residencial Turim, localizado na Ponta Negra, Zona Oeste de Manaus. 

Registro da tromba d'água no município de Coari. Foto: Reprodução

Existem vários fenômenos climatológicos que trazem destruição para as cidades como, por exemplo, os furacões, tornados e ciclones, que se caracterizam por movimentos esféricos em alta velocidade. Na Amazônia, existe a tromba d'água, que é um movimento de ocorrência, porém, ligado aos rios e que ocorre no processo de transição entre estações.

"O verão começa em dezembro e termina em março, em seguida, inicia o outono, que ainda registra intensas chuvas e um intenso calor. Depois temos o inverno, que na Amazônia costuma ser quente. No fim do inverno, acontece um deslocamento nas células das nuvens diretamente para o rio, ou seja, as nuvens estão carregadas em um temperatura baixa, já o rio com uma temperatura elevada, a partir deste encontro acontece a tromba d'água", explicou o professor da Universidade Estadual do Amazonas (UEA), José Camilo.

Outro fator determinante para a aparição de trombas d'águas são os desmates nas florestas da Amazônia, uma vez que sem árvores a temperatura fica elevada. "Cada árvore coloca no ar atmosférico mil litros de água por dia, então, quando você quebra o equilíbrio você pode ter mais ocorrências desse fenômeno, porque o sistema estará desequelibrado", contou o especialista.

Ainda segundo Camilo, não existe um momento para a tromba d'água aparecer. Até as grandes metrópoles da Amazônia estão na mira do fenômeno. "Manaus é um lugar enorme, e cortada por vários igarapés, então, pode acontecer uma tromba d'água no meio da cidade, como já ocorreu na frente de Parintins, em 2012", afirmou.

Assustador, né? Apesar de não haverem registros de grandes estragos causados pelas trombas d'águas, o professor pede para que as pessoas registrem de uma distância segura, sempre observando a direção que o funil está seguindo, principalmente, se estiver em um barco . 

Veja mais notícias sobre Amazônia.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Terça, 30 Novembro 2021

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://portalamazonia.com/