Manaus 30º • Nublado
Quinta, 21 Outubro 2021

Maior que o cristo redentor: conheça o Angelim Vermelho, a árvore mais alta da Amazônia

file-20190911-190044-a5xm2j

Pesquisadores de diferentes países, identificaram a árvore mais alta da Amazônia: o angelim vermelho (Dinizia excelsa). A árvore tem 88 metros de altura – algo equivalente a um prédio de 24 andares. Sua altura é um recorde para a Amazônia brasileira, que ainda não tinha registrado nenhuma árvore com mais de 70 metros de altura. Na mesma área do gigante, pesquisadores encontraram outros exemplares de angelim com mais de 80 metros.

Foto: Reprodução/Museu da Amazônia

Durante 2016 e 2018, o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) capturou imagens de vastas extensões da floresta amazônica com tecnologia radar laser" que faz sensoriamento remoto. Foram rastreadas 850 áreas, cada uma com 12 quilômetros de comprimento e 300 metros de largura. Em sete, os cientistas identificaram árvores que superavam os 80 metros. Seis dessas coleções, estavam localizada na região do rio Jari, afluente do rio Amazonas, entre os estados do Amapá e Pará, numa zona remota de difícil acesso.

Em termos de comparação, a Estátua da Liberdade, em Nova York, tem 93 metros de altura, incluindo a base. O Cristo Redentor, no Rio de Janeiro, mede 38 metros da base até o topo da cabeça. Isto é, a árvore encontrada na Amazônia é um pouco menor que o principal símbolo de NY e bem maior que a estátua mais famosa do Brasil.

Como explicar essa altura surpreendente?

Os pesquisadores acreditam que a altura recorde está relacionada com a grande distância de áreas urbanas e zonas industriais – o local onde os angelins foram encontrados está a mais de 200 km da ocupação humana -, ou essas árvores podem ser uma "espécie pioneira", ou seja, a primeira a habitar uma região que sofreu algum tipo de devastação.

Filtro Natural

Cada Angelim Vermelho é capaz de reter a mesma quantidade de carbono que um hectare de selva tropical. Isso quer dizer que pode armazenar até 40 toneladas de carbono, o que equivale ao que absorveriam entre 300 e 500 árvores pequenas.

Veja mais notícias sobre AmazôniaMeio Ambiente.

Veja também:

 

Comentários: 2

Luciane Gerodetti em Domingo, 19 Setembro 2021 22:15

Que maravilhoso!! Quisera eu ter a chance de tocar em uma árvore dessa, e ao mesmo tempo, que bom que está bem longe dos homens!

Que maravilhoso!! Quisera eu ter a chance de tocar em uma árvore dessa, e ao mesmo tempo, que bom que está bem longe dos homens!
josé waltécio em Segunda, 20 Setembro 2021 21:42

Riqueza Nossa!

Riqueza Nossa!
Visitante
Quinta, 21 Outubro 2021

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://portalamazonia.com/