Manaus 30º • Nublado
Terça, 16 Agosto 2022

Primeira reunião do comitê de “Florestas” reúne especialistas da região norte do país

A plataforma Amazônia Que Eu Quero, iniciativa da Fundação Rede Amazônica realizou na última segunda-feira (04), a primeira reunião com os membros do Comitê de Florestas, grupo criado para debater e apresentar dez (10) propostas sobre as problemáticas levantadas no fórum realizado na última quinta-feira (30).

A reunião teve início às 14h, e contou com a presença de cinco membros do comitê. Além da coordenadora do projeto, Debora Holanda que iniciou a reunião com um resumo dos assuntos que foram destaque no evento. "No nosso último fórum foram abordados temas como concessão e gestão florestal, além do mercado de carbono e desmatamento. Hoje, podemos abordar com maior abrangência esses e outros temas de acordo com as particularidades de cada estado", disse a jornalista.

Após isso, os especialistas de toda região norte debateram seus pontos de vista sobre as tratativas do último fórum. "Eu achei muito interessante o fórum. Eu achei que as três pessoas estavam representando segmentos importantes. O Dr. Philip representando a ciência, o Conselho Nacional dos Extrativistas, a população e o governo foi representado através da secretaria de meio ambiente. No caderno de propostas a gente pode trazer o lado mais empreendedor também já que de certa forma os recursos da floresta, geram desenvolvimento a economia da região", disse Marcelo Creão, engenheiro agrônomo, analista de meio ambiente e representante do estado do Amapá.

O secretário-geral da SOS Amazônia e especialista em Política Ambiental, Miguel Scarello, também aproveitou a oportunidade para falar sobre o evento e quais são os assuntos que deseja explanar para gerar as propostas. "No fórum falou-se muito sobre concessão florestal, o manejo florestal, e por isso podemos trazer propostas sobre essa economia florestal. Podemos enfatizar também a questão da importância da gestão florestal, já que manter essa gestão garante um futuro de segurança a florestas principalmente as intocadas e até as que podem ser manejadas. Aqui na região, por exemplo, a gente observa que o gado tem tomado conta e com isso, o desmatamento acontece. Podemos frisar também a importância das terras indígenas", disse o representante do estado do Acre.

Sobre o Comitê

O Comitê é uma instância de proposta compartilhada que se dispõe a articular e discutir ações de combate para os principais problemas que afetam as florestas.

Sobre as propostas

Após duas reuniões, o comitê formado por especialistas, professores e representantes de órgão ambientais, apresentará soluções e propostas sobre os assuntos abordados no fórum. Essas propostas serão incluídas em um caderno com todas as propostas dos cinco fóruns - Infraestrutura, Energia Limpa, Modelo Econômico na Amazônia, Empreendedorismo e Florestas - que será entregue em setembro de 2022 aos parlamentares.

Veja mais notícias sobre Amazônia que eu quero.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Terça, 16 Agosto 2022

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://portalamazonia.com/