Manaus 30º • Nublado
Quarta, 22 Setembro 2021

Monte Roraima

Foto: Wikimedia Commons

Fica na tríplice fronteira entre Brasil, Venezuela e Republica Cooperativista da Guiana. Seus Tepuis [como são conhecidos suas montanhas e montes] chegam a 2,7 mil metros de altitude, conhecido por abrigar espécies endêmicas [que se desenvolvem em regiões restritas], e por abrigar lendas indígenas. 

Um dos lugares mais antigos do planeta, o Monte Roraima atrai cientistas, biólogos, antropólogos, esotéricos, místicos e aventureiros. Todos os ávidos por escalar o enorme paredão de pedra e sentir o prazer de chegar ao topo. 

Um cenário cinematográfico cercado pela flora variada, singular, além de reunir formações rochosas de milhões de anos espetaculares, que lembram o período dos dinossauros e cristais existentes no platô, sobre os quais se pode andar, sentar e meditar.

O Monte Roraima é o segundo ponto mais alto do Brasil, com mais de 2,7 mil metros de altitude, um lugar que impressiona pelas formas esculpidas nas rochas pela ação dos ventos. Um ambiente envolto em uma atmosfera de magia e mistérios que segundo a lenda indígena "O Monte Roraima" é o berço e morada de Makunaima, Índio corajoso e guerreiro. 

A palavra Roraima tem origem indígena e sua etmologia possibilita três significados: "Monte Verde", "Mãe dos Ventos" e "Serra do Caju". A tríplice fronteira entre o Brasil – Guyana – Venezuela fascina aos visitantes com seu majestoso e imponente formação rochosa, em meio as savanas Amazônicas.

Veja mais notícias sobre Amazônia de A à ZM.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Quinta, 23 Setembro 2021

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://portalamazonia.com/