Ciência e Tecnologia

Projeto Eu Sou Amazônia mapeia 11 povos da região no Google Earth

Ferramenta passou por renovação e conta histórias de comunidades como a dos povos Yanomami e Cinta Larga


 

 

Foto: Reprodução/Google Earth

 

 

'Eu sou Água', 'Eu sou Mudança', 'Eu sou Alimento, 'Eu sou Raiz', 'Eu sou novação', 'Eu sou Liberdade', 'Eu sou Resistência', 'Eu sou Resiliência', 'Eu sou Aventura', 'Eu sou Conhecimento' e 'Terras Indígenas'. Essas são as 11 histórias contadas no projeto 'Eu sou Amazônia', lançado pelo Opens external link in new windowGoogle Earth nesta terça-feira (11). A ferramenta mapeia 11 locais em diversas partes na Amazônia como as terras dos povos Yanomami, Cinta Larga e da comunidade quilombola Boa Vista.

A iniciativa marca a nova fase do Google Earth, que há dois meses está disponível como aplicativo para desktop, celulares Android e também para acesso no navegador Chrome. Essa é uma aposta para transformar o serviço em mais um espaço de produção de conteúdo dentro dos canais da empresa, segundo reportagem do G1.

'Eu Sou Amazônia' teve ajuda de equipes como a produtora O2, do cineasta Fernando Meirelles, e o Instituto SocioAmbiental (ISA), abordando a relação da floresta e seus povos com questões como alimento, água e origens culturais.

O Google utilizou ferramentas como câmeras em 3D e recursos técnicos no mapa que acompanham o que está sendo mostrado em vídeos e textos com imagens de satélite. "Esta é uma nova técnica e acho que estamos apenas começando a encontrar maneiras de contar histórias com vídeos, textos e mapas. Com todas essas imagens em alta qualidade e em 3D, nós montamos a réplica mais realista e atraente do planeta. Isto é muito inovador", disse a diretora de Earth do Google, Rebecca Moore.

Entre as principais mudanças da plataforma está a seção Viajantes, que concentra os conteúdos interativos como a iniciativa 'Eu Sou Amazônia'. Nela, é possível explorar o mapa acompanhando vídeos, imagens em 360º e textos produzidos especificamente para a área escolhida. 

 

 

 


Ciência e Tecnologia

Projeto Eu Sou Amazônia mapeia 11 povos da região no Google Earth

Ferramenta passou por renovação e conta histórias de comunidades como a dos povos Yanomami e Cinta Larga

Redação

jornalismo@portalamazonia.com


 

 

Foto: Reprodução/Google Earth

 

 

'Eu sou Água', 'Eu sou Mudança', 'Eu sou Alimento, 'Eu sou Raiz', 'Eu sou novação', 'Eu sou Liberdade', 'Eu sou Resistência', 'Eu sou Resiliência', 'Eu sou Aventura', 'Eu sou Conhecimento' e 'Terras Indígenas'. Essas são as 11 histórias contadas no projeto 'Eu sou Amazônia', lançado pelo Opens external link in new windowGoogle Earth nesta terça-feira (11). A ferramenta mapeia 11 locais em diversas partes na Amazônia como as terras dos povos Yanomami, Cinta Larga e da comunidade quilombola Boa Vista.

A iniciativa marca a nova fase do Google Earth, que há dois meses está disponível como aplicativo para desktop, celulares Android e também para acesso no navegador Chrome. Essa é uma aposta para transformar o serviço em mais um espaço de produção de conteúdo dentro dos canais da empresa, segundo reportagem do G1.

'Eu Sou Amazônia' teve ajuda de equipes como a produtora O2, do cineasta Fernando Meirelles, e o Instituto SocioAmbiental (ISA), abordando a relação da floresta e seus povos com questões como alimento, água e origens culturais.

O Google utilizou ferramentas como câmeras em 3D e recursos técnicos no mapa que acompanham o que está sendo mostrado em vídeos e textos com imagens de satélite. "Esta é uma nova técnica e acho que estamos apenas começando a encontrar maneiras de contar histórias com vídeos, textos e mapas. Com todas essas imagens em alta qualidade e em 3D, nós montamos a réplica mais realista e atraente do planeta. Isto é muito inovador", disse a diretora de Earth do Google, Rebecca Moore.

Entre as principais mudanças da plataforma está a seção Viajantes, que concentra os conteúdos interativos como a iniciativa 'Eu Sou Amazônia'. Nela, é possível explorar o mapa acompanhando vídeos, imagens em 360º e textos produzidos especificamente para a área escolhida. 

 

 

 

TAG AmazoniatecnologiaGoogle