Publicidade

Meio Ambiente

Home > Noticias > null

Conservação dos mamíferos aquáticos da Amazônia é retratada em documentário

O documentário teve sua primeira exibição dia 19 deste mês no auditório da Ciência do Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia

Redação

jornalismo@portalamazonia.com


 

O Projeto Mamíferos Aquáticos da Amazônia (PMAA) lança documentário sobre as ações e atividades de pesquisa e sensibilização ambiental que o Projeto desenvolve para a conservação do boto-vermelho e peixe-boi da Amazônia, animais endêmicos da região amazônica que correm perigo de extinção. Confira a produção:





 

 


O documentário teve sua primeira exibição dia 19 deste mês no auditório da Ciência do Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa/MCTIC), principal parceiro do PMAA, e reuniu pesquisadores, estudantes, amigos do Projeto e representantes da Petrobras, patrocinadora do Projeto.

 

“Estamos em um momento onde a Amazônia precisa muito da nossa atenção, e para o Projeto é de extrema importância conseguir sensibilizar a sociedade para a questão da vulnerabilidade dos mamíferos aquáticos, porque sabemos que a conservação é responsabilidade de todos nós”, comenta o diretor da Ampa, Ricardo Romero.


Projeto Mamíferos Aquáticos da Amazônia



O Projeto Mamíferos Aquáticos da Amazônia recebe o patrocínio da Petrobras, por meio do Programa Petrobras Socioambiental, e é executado pela Associação Amigos do Peixe-boi (Ampa), tendo como principal parceiro o Laboratório de Mamíferos Aquáticos (LMA) do Inpa.

 

Segundo a coordenadora do PMAA e do LMA, a pesquisadora do Inpa Vera da Silva, que se tornou recentemente membro honorário da maior organização internacional de mamíferos aquáticos, o objetivo do Projeto é proteger as espécies-chave de mamíferos aquáticos e os ecossistemas aquáticos da Amazônia por meio dos estudos de ecologia, história natural e comportamento desses animais, além da integração com as comunidades ribeirinhas e uso sustentável dos habitats.

 

 

       
Foto: Divulgação
 

 

 


“Assim como incentivar a pesquisa para entender melhor a biologia e conservação de outros dois mamíferos aquáticos da Amazônia: tucuxi (Pteronura brasiliensis), e o boto vermelho (Inia geoffrensis)”, explica.


Sobre o documentário



A produtora responsável por produzir o documentário, acompanhou as principais etapas e ações que a equipe do PMAA realizou durante o semestre, obtendo cenas e imagens que surpreendem o espectador.


Etapas importantes do Programa de Reintrodução de Peixes-bois da Amazônia foram documentadas passo a passo para melhor compreensão do público. “A produção conseguiu acompanhar desde o resgate do filhote, a biometria, translocação para o semicativeiro e a etapa mais importante que é a reintrodução dos animais para os rios”, disse o diretor.


Um dos temas importantes retratados na produção é a importância ambiental que os dois mamíferos aquáticos possuem para o equilíbrio dos ecossistemas aquáticos. “No filme é possível entender não apenas a problemática de ameaça que os animais sofrem, mas também sobre o papel ecológico que cada um tem”, finaliza Romero.

Meio Ambiente

Conservação dos mamíferos aquáticos da Amazônia é retratada em documentário

O documentário teve sua primeira exibição dia 19 deste mês no auditório da Ciência do Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia


 

O Projeto Mamíferos Aquáticos da Amazônia (PMAA) lança documentário sobre as ações e atividades de pesquisa e sensibilização ambiental que o Projeto desenvolve para a conservação do boto-vermelho e peixe-boi da Amazônia, animais endêmicos da região amazônica que correm perigo de extinção. Confira a produção:





 

 


O documentário teve sua primeira exibição dia 19 deste mês no auditório da Ciência do Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa/MCTIC), principal parceiro do PMAA, e reuniu pesquisadores, estudantes, amigos do Projeto e representantes da Petrobras, patrocinadora do Projeto.

 

“Estamos em um momento onde a Amazônia precisa muito da nossa atenção, e para o Projeto é de extrema importância conseguir sensibilizar a sociedade para a questão da vulnerabilidade dos mamíferos aquáticos, porque sabemos que a conservação é responsabilidade de todos nós”, comenta o diretor da Ampa, Ricardo Romero.


Projeto Mamíferos Aquáticos da Amazônia



O Projeto Mamíferos Aquáticos da Amazônia recebe o patrocínio da Petrobras, por meio do Programa Petrobras Socioambiental, e é executado pela Associação Amigos do Peixe-boi (Ampa), tendo como principal parceiro o Laboratório de Mamíferos Aquáticos (LMA) do Inpa.

 

Segundo a coordenadora do PMAA e do LMA, a pesquisadora do Inpa Vera da Silva, que se tornou recentemente membro honorário da maior organização internacional de mamíferos aquáticos, o objetivo do Projeto é proteger as espécies-chave de mamíferos aquáticos e os ecossistemas aquáticos da Amazônia por meio dos estudos de ecologia, história natural e comportamento desses animais, além da integração com as comunidades ribeirinhas e uso sustentável dos habitats.

 

 

       
Foto: Divulgação
 

 

 


“Assim como incentivar a pesquisa para entender melhor a biologia e conservação de outros dois mamíferos aquáticos da Amazônia: tucuxi (Pteronura brasiliensis), e o boto vermelho (Inia geoffrensis)”, explica.


Sobre o documentário



A produtora responsável por produzir o documentário, acompanhou as principais etapas e ações que a equipe do PMAA realizou durante o semestre, obtendo cenas e imagens que surpreendem o espectador.


Etapas importantes do Programa de Reintrodução de Peixes-bois da Amazônia foram documentadas passo a passo para melhor compreensão do público. “A produção conseguiu acompanhar desde o resgate do filhote, a biometria, translocação para o semicativeiro e a etapa mais importante que é a reintrodução dos animais para os rios”, disse o diretor.


Um dos temas importantes retratados na produção é a importância ambiental que os dois mamíferos aquáticos possuem para o equilíbrio dos ecossistemas aquáticos. “No filme é possível entender não apenas a problemática de ameaça que os animais sofrem, mas também sobre o papel ecológico que cada um tem”, finaliza Romero.


TAG manausamazonasdocumentarioproducao audiovisualAmpa