Publicidade

Arte

Artista plástico amazonense Óscar Ramos morre aos 80 anos, em Manaus

O artista é reconhecido como um dos principais nomes das artes visuais no Amazonas e já trabalhou com grandes nomes da música brasileira

Portal Amazônia, com informações do G1 Amazonas

jornalismo@portalamazonia.com


O artista plástico e curador amazonense Óscar Ramos morreu, na manhã desta quinta-feira (13), aos 80 anos, em Manaus. O artista é reconhecido como um dos principais nomes das artes visuais no Amazonas.

 

A Prefeitura informou que ele estava internado desde o dia 5 de junho no Hospital Beneficente Portuguesa, onde deu entrada com quadro de Acidente Vascular Cerebral (AVC). Conforme o Boletim Médico emitido na manhã de quarta-feira (12), o estado de saúde de Óscar era estável, de acordo com a Prefeitura de Manaus.

 

Foto: Marinho Ramos/Semcom

Um dos principais nomes das artes visuais do Amazonas, Óscar possui uma longa trajetória composta por trabalhos como designer gráfico, diretor de arte, pintor, poeta e cenógrafo, tendo produzido trajetória brilhante nas artes plásticas e no cinema profissional e premiado nos principais festivais brasileiros.

 

O artista já realizou trabalhos com grandes nomes da música brasileira, assinando capas de discos de Caetano Veloso, Maria Bethânia, Gilberto Gil e Gal Costa. Antes de ser internado, Óscar desenvolvia projetos de curadoria no Museu da Cidade de Manaus, no Paço da Liberdade.

 

     

Arte

Home > Cultura > null

Artista plástico amazonense Óscar Ramos morre aos 80 anos, em Manaus

O artista é reconhecido como um dos principais nomes das artes visuais no Amazonas e já trabalhou com grandes nomes da música brasileira

Portal Amazônia, com informações do G1 Amazonas

jornalismo@portalamazonia.com


O artista plástico e curador amazonense Óscar Ramos morreu, na manhã desta quinta-feira (13), aos 80 anos, em Manaus. O artista é reconhecido como um dos principais nomes das artes visuais no Amazonas.

 

A Prefeitura informou que ele estava internado desde o dia 5 de junho no Hospital Beneficente Portuguesa, onde deu entrada com quadro de Acidente Vascular Cerebral (AVC). Conforme o Boletim Médico emitido na manhã de quarta-feira (12), o estado de saúde de Óscar era estável, de acordo com a Prefeitura de Manaus.

 

Foto: Marinho Ramos/Semcom

Um dos principais nomes das artes visuais do Amazonas, Óscar possui uma longa trajetória composta por trabalhos como designer gráfico, diretor de arte, pintor, poeta e cenógrafo, tendo produzido trajetória brilhante nas artes plásticas e no cinema profissional e premiado nos principais festivais brasileiros.

 

O artista já realizou trabalhos com grandes nomes da música brasileira, assinando capas de discos de Caetano Veloso, Maria Bethânia, Gilberto Gil e Gal Costa. Antes de ser internado, Óscar desenvolvia projetos de curadoria no Museu da Cidade de Manaus, no Paço da Liberdade.

 

     

TAG artista oscar ramosmorre oscar ramososcar ramos