Sidebar Menu

Manaus 30º • Nublado
Quinta, 13 Mai 2021

O músico e compositor Kaiera lança EP com canções inéditas

Natural de Mato Grosso do Sul, Kaiera tem como influências artistas nacionais como: Rael, Tim Maia, Lenine e Djavan

Live marca lançamento de livro sobre o trabalho infantil

O livro marca o início de uma série de publicações científicas que a Imprensa Oficial irá lançar

Cantora Jéssica Stephens lança DVD “Fruto do Bem”

A gravação contou com participações especiais de Antonio Bahia e Anny Samara, criança que representou Jéssica na infância

Estudante da UEA lança e-book ‘Dona Milene e as estórias que ela conta’

O autor Nilton Neto afirma que a publicação escrita em forma de literatura de cordel contribuirá também com a difusão dessa manifestação literária na região Norte

Livro digital sobre mulheres compositoras em Manaus será lançado nesta quinta-feira

A obra é fruto de um estudo de dois anos para a dissertação de mestrado da artista Kely Guimarães 

Exposição CatalogART será lançada nesta quarta-feira

A ação propõe uma nova visão sobre como preservar a arte mato-grossense

Cantora Marcella Bártholo lança EP nesta sexta-feira

No novo EP, a artista diz que o público pode esperar músicas dançantes e com referências de grandes divas pop

Deejay Pãmmy lança disco com rimas, crítica social e convidados da cena rap de Manaus

Com cinco anos de trajetória, Deejay Pãmmy teve seu primeiro contato com os vinis em 2014, quando se encontrou no universo da música através das discotecagens

Artista amazonense Gabi Farias lança clipe com produção feita exclusivamente por mulheres

Dirigido e roteirizado por mulheres, o clipe intitulado ''sopro'' faz parte do seu primeiro trabalho solo

Cantora Kely Guimarães lança single "Mosaico"; confira

"Mosaico" é o primeiro de uma série de singles inéditos a serem lançados pela artista nesse momento de pandemia

Lorenzo Fortes lança CD digital durante Live nas redes sociais

O novo CD Digital do artista amazonense foi gravado durante show para 12 mil pessoas no Carnaval, em Itacoatiara

Luneta Mágica faz shows de lançamento do disco ‘No Paiz das Amazonas’

Nesta sexta-feira (20), sábado (21) e domingo (22), a banda manauara Luneta Mágica realizará shows gratuitos de lançamento do álbum “No Paiz das Amazonas”. Contemplado no Edital Conexões Culturais de 2017, da Prefeitura de Manaus, o álbum foi inspirado em um dos primeiros cine-documentários sobre a Amazônia, “No Paiz das Amazonas”, dirigido por Silvino Santos e Agesilau Araújo.



O álbum, que leva o selo Fluve, vinculado a Som Livre, conta com 10 músicas inéditas, além do single “Parte”, produzido por Carlos Eduardo Miranda e masterizado por Felipe Tichauer, no estúdio Red Traxx, em Miami. Já a parte das colagens e design gráfico que deram vida à capa do disco foram feitas por Eurico Luiz.
Foto: Divulgação

A pré-produção do disco teve a entrega total dos integrantes Erick Omena, Daniel Freire, Eron Oliveira, Victor Neves e Pablo Araújo, que se isolaram em um sítio em Rio Preto da Eva (AM), como parte de um processo íntimo de conexão com a natureza e distanciamento temporário da vida urbana.


“A pré-produção do disco foi bastante intensa. Buscamos esse isolamento temporário da vida urbana para mergulharmos nesse projeto. Tal experiência vai de encontro com a ideia central de ‘No Paiz das Amazonas’, que é retratar a Manaus de ontem e de hoje, mostrando o contraste da modernidade e de referências ancestrais”, ressaltou Omena.






Além do tributo a Silvino Santos, a finalização do álbum também contará com uma homenagem a Miranda, amigo dos integrantes da banda e diretor da produção do álbum, falecido no início do processo de produção. Esse é o terceiro álbum da banda Luneta Mágica, que assume uma estética voltada para as células rítmicas.




“Os lugares de lançamento foram escolhidos para que a gente tenha esse contato mais intimista com o público. Esperamos a presença de todos nesses eventos, que darão vazão a muito tempo de trabalho dedicado às composições desse material. Está mais enérgico, vibrante e ao mesmo tempo reflexivo. Quem somos nós agora”, complementou Pablo Araújo.




Programação



O circuito de shows de lançamento do álbum iniciará nesta sexta-feira, 20/12, às 21h, no Cave do Belle Époque, localizado na rua Acre, n° 95, no bairro Nossa Senhora das Graças. Em seguida, no sábado, 21/12, às 23h, o show acontecerá na Casa de Cultura Joaquim Marinho, situada na rua Chaves Ribeiro, n° 39, no São Geraldo, e, encerrando o circuito, no domingo, 22/12, às 21h, na Sonora Music, na rua Maciel, 19, Dom Pedro.

Manaus: projeto ‘Teias Urbanas’ lança livro e promove oficinas de leitura

Transcendendo as atividades de ocupação artística realizadas na capital manauara, o projeto “Teias Urbanas”, contemplado no Edital Prêmio Manaus de Conexões Culturais 2017, chega a sua fase final, com o lançamento do livro de poesias e ilustrações de mesmo nome, “Teias Urbanas”.


O lançamento do livro, que acontecerá no dia 9 de agosto, às 19h, na Galeria do Largo de São Sebastião, localizado na Rua Costa Azevedo, 290, Centro, reúne 23 poesias e 20 ilustrações, entre inéditas e já publicadas.
Foto: Divulgação
 



Segundo o idealizador e proponente do projeto, Rafael Cesar Corrêa, o livro “Teias Urbanas” nasce de suas inquietações políticas-artísticas e das provocações de dois de seus amigos, Allan Gomes e Jeorgio Claudino, que juntos encontraram na poesia e nas ilustrações, uma forma de comunicação para se expressar em meio às ferramentas comunicacionais do mundo moderno.


“’Teias Urbanas’ nada mais é que um projeto de ocupação artística na cidade. Além da inspiração da poesia para me expressar, integro neste livro todo o trabalho que realizamos desde o começo do projeto, que tem como ponto de partida a aproximação e a mistura de linguagens artísticas, usando de literatura e ilustrações para compor as intervenções que já estão presentes no dia a dia da cidade, junto com sua paisagem convencional”, pontuou Rafael.


O suporte das ferramentas utilizadas durante o projeto contou com a participação de artistas como Francisco Ricardo, artista visual especializado na técnica do lambe-lambe, e Ingrid Gonçalves. Outra convidada para participar do projeto foi a artista visual e produtora Keila Serruya, que atuou na transformação de um poema em uma ferramenta audiovisual, que pode ser conferida nas redes sociais no projeto.


Oficinas


Com o intuito de difundir ações educativas durante a execução do “Teias Urbanas”, o projeto realizará, ainda, mais duas oficinas de leitura de poesia e criação poética, que acontecerão na próxima sexta-feira, 2/8, em dois horários: 10h às 11h, no Centro Educacional de Tempo Integral (Ceti) Gilberto Mestrinho, localizado na avenida Leopoldo Péres, Educandos, e das 15h às 16h, no Instituto de Educação do Amazonas, situado na avenida Ramos Ferreira, 875, Centro.

Cantor amazonense Gabriel Daluz lança single “Capitu”

Partindo da cultura hip hop e periférica, o cantor, compositor e prodígio produtor musical amazonense Gabriel Daluz lançou a faixa “Capitu”, seu primeiro trabalho de 2019, envolta numa atmosfera vaporwave eletrônica.

Imortais' da Academia Amazonense de Letras lançam livros, em Manaus

A Academia Amazonense de Letras (AAL) realizou neste sábado, (16), o lançamento de quatro títulos inéditos escritos por 'imortais' da entidade. O evento aberto ao público, contou com a presença dos autores que fizeram uma apresentação prévia das obras.


Os títulos lançados neste sábado foram: ‘Cotidiano Pitoresco’, de Mazé Mourão;‘Álvaro Maia: Canção de Fé e Esperança’, de Cármen Novoa; 'Amazônia Fragmentos da História', de Abrahim Baze e  ‘Envelhecer É Um Privilégio (Parte 1)’, de Euler Ribeiro e Ivana Mânica da Cruz.



No livro 'Cotidiano Pitoresco', a jornalista Mazé Mourão reúne crônicas leves, cativantes e despretensiosas, e dessa forma, consegue se aproximar do leitor. Dentre os textos da obra, alguns foram publicados na coluna semanal que Mazé escreve com exclusividade para o Portal Amazônia. “A crônica é um gênero que nos permite tocar as pessoas de uma forma única. Fico emocionada, pois, o meu livro está saindo com o selo centenário da Acadêmia de Letras”, afirmou.

Já a pesquisadora, Carmen Novoa Silva, apresentou ao público, a obra 'Álvaro Maia: Canção de Fé e Esperança', que mostra a faceta poética do amazonense Álvaro Botelho Maia.  “O livro é direcionado apenas ao perfil de seu poetismo. É uma edição comemorativa do discurso inesquecível que ele fez no Teatro Amazonas. Durante a minha pesquisa, percebi que muitas publicações não abordavam esse momento”, explicou Carmen. 

Qualidade de vida é o foco do livro escrito pelo médico Euler Ribeiro e a geneticista Ivana Mânica da Cruz. Em 'Envelhecer é um privilégio', a dupla aponta os caminhos para a longevidade por meio da educação e informação. A linguagem direta do texto traduz os termos científicos, tornando pleno o entendimento pelo público leitor. 
Fechando as apresentações, o historiador Abrahim Baze falou sobre a importância da pesquisa para a literatura amazônida. Na ocasião, ele mostrou ao público sua obra 'Amazônia – fragmentos da história', que visualiza aspectos interessantes da vida cultural, social, econômica, política e empresarial do Amazonas e de Manaus.


Centenário da AAL

De acordo com o presidente da AAL, Robério Braga, outros títulos serão publicados ao lango do ano, todos em comemoração ao centenário da entidade. Inclusive, para massificar o marco, a sede do AAL, localizado na Rua Ramos Ferreira, 1009, Centro, receberá uma programação especial com performances artísticas, grupos de poesia, visitas guiadas, entre outros.

“O publico busca conhecer mais sobre a produção literária amazonense. As pessoas perguntam pelas redes sociais sobre as nossas atividades, e isso é gratificante. Perceber  que a população aprova este trabalho, e também o cobra, é de uma felicidade imensa, só podemos ficar gratos” , destacou  Braga.


Público


O CEO da Rede Amazônica Phelippe Daou Júnior esteve presente para pegar os autógrafos dos 'imortais'. Ele destacou o trabalho feito pelo historiador Abrahim Baze e a jornalista Mazé Mourão. "Fico muito feliz, pois, estamos cumprindo a nossa função como empresa de comunicação voltado para a Amazônia, ou seja, trabalhando de acordo da nossa essência. São dois profissionais excepcionais  que agregam valor e conteúdo ao grupo. Tenho certeza que o Amazonas está bem representado por eles. Espero que a sociedade veja esse exemplo de garra e amor pela região", disse.

Todos os presentes na apresentação garantiram uma cópia de cada livro. A universitária Tayanne Farias não perdeu tempo e pediu para os autores autografarem seus livros. "Eu acho muito importante que as pessoas compareçam a esse tipo de evento, afinal, são rastros da história do nosso Estado. Ainda mais com a programação que o espaço receberá nos próximos meses", comentou.  

Banda Tia Biló lança CD 'Antes do Apagar das Luzes', em Macapá

Com cinco anos de estrada, a banda Tia Biló lança no sábado (16) o primeiro álbum do grupo, o CD intitulado "Antes do Apagar das Luzes". A apresentação vai ocorrer com a realização de show em um bar na Zona Central de Macapá.

Fruto de trabalho independente, o álbum tem 10 canções autorais que passeiam pelo pop/rock, com letras que buscam "ensinar a viver", como define o vocalista Ozzy Rodrigues.


Foto: Divulgação

"O CD em si é cheio de mensagens de vida, mensagens de como faz para se viver. E a ideia é oferecer um show com muita energia positiva para quem for prestigiar", disse Ozzy.

A vontade de produzir e lançar um disco surgiu há três anos. Mesmo diante de dificuldades financeiras, a banda conseguiu realizar o sonho.

"Esse lançamento é a materialização de um pensamento que surgiu três anos atrás. É a realização de um sonho para todos da banda. A gente foi produzindo aos poucos, tendo como referencial o nosso estado financeiro", relatou Ozzy.

Santrio anuncia disco e lança nova música em fevereiro

A banda manauara Santrio retoma as suas produções para 2019 no próximo dia 18 de fevereiro, com o lançamento da música “Você”. O single estará disponível em todas as plataformas digitais de streaming e nas redes sociais da banda, e faz parte do projeto “Prelúdio”, um anúncio do novo álbum que o grupo está produzindo, com previsão de lançamento para o segundo semestre deste ano.

Segundo o compositor e produtor Lucas Passos, o projeto vai além de um novo álbum e vai testar a criatividade, renovação e experimentação do grupo. “Eu estou vivenciando uma fase artística digamos que mais renascentista, e como compositor do Santrio é inevitável a banda não receber esse reflexo. Acredito que a banda no geral está passando por um novo contexto artístico, e as pessoas vão sentir isso quando ouvirem as novas músicas”, comentou.


Foto: Divulgação

Sobre a música “Você”, Lucas afirma ainda que “na verdade é um remix de uma das músicas que compus para o nosso primeiro álbum, lançado em 2015. Foi um processo muito interessante. Pegar uma música finalizada, dentro de um contexto, e alterar praticamente 90% do arranjo, foi desafiador e divertido. Como o Warllison, o Andrio e eu convivemos há mais de 10 anos, eu escrevi a partitura de toda a música, arranjos de bateria e de baixo, sabendo da capacidade deles. Além do arranjo, dei a atenção necessária para a direção artística de todo o processo. Tivemos a colaboração da Carol de Biasi no design das capas virtuais e da Fernanda Travassos nas fotos para a comunicação. O resultado foi gratificante, em breve todos vão poder conferir”.

A banda Santrio foi formada em 2009. Na época, Andrio Dias, Lucas Passos e Warllison Barbosa eram alunos do Liceu de Artes e Ofícios Cláudio Santoro e resolveram montar o grupo para uma apresentação na mostra didática da instituição. Atualmente, além da banda Santrio, cada integrante atua em outros projetos. Andrio é Bacharel em Música, percussionista da Orquestra Filarmônica do Estado, produz conteúdo de percussão e bateria para o seu canal do Youtube, é representante de marcas de instrumento a nível nacional e atua com produção musical; Lucas tem o seu projeto musical solo, possui Licenciatura em Música, é Especialista em Gestão e Produção Cultural, idealizador dos projetos Cúmplices da Arte Autoral e Os Guitarphones e é mestrando em Letras e Artes pela Universidade do Estado do Amazonas; e Warllison é Graduado em Música e desenvolve práticas de conjunto com bandas locais, assim como produção musical.

Para 2019, além do projeto “Prelúdio” e do novo álbum, a banda Santrio pretende lançar videoclipes e produzir shows ao vivo. O grupo é produzido pela Compassos Produções, em parceria com o estúdio CaramujoSom.

Livro "Phelippe Daou - O jornalista" é lançado nesta terça-feira, em Manaus

Nesta terça-feira (16) acontece o lançamento do livro Phelippe Daou - O jornalista, escrito por Abrahim Baze.

A obra do historiador que conviveu com Phelippe Daou e convive com a família a anos pretende relatar a importância do jornalista para a Amazônia.

A cerimônia de lançamento será a partir das 19h, na Academia Amazonense de Letras.  

Sessão Abraccine promove o lançamento de filme maranhense com debate em Manaus

A tradicional Sessão da Associação Brasileira de Críticos de Cinema (ABRACCINE) chega, pela primeira vez, à capital amazonense. O Cine Casasão sedia o lançamento do longa-metragem maranhense 'Boi de Lágrimas', do realizador Frederico Machado, nesta terça-feira (25), às às 19h30. Como de costume, após a exibição um bate-papo  vai analisar a obra com o público presente. Participam do debate a crítica de cinema do Cine Set, Susy Freitas, e o produtor Walter Fernandes Jr.

Foto: Divulgação

“Boi de Lágrimas” (Brasil, 2018, 60 minutos) é o quarto longa-metragem de Frederico Machado. O filme é uma obra com traços experimentais, que segundo o diretor, é um filme de horror sobre política e cultura popular. Contando a história de maneira livre e abstrata, o filme se concentra em cinco personagens: um homem que é tocador de pandeiro em um grupo de Bumba meu Boi da periferia de São Luís; sua filha, dançarina do Boi que resolve participar das manifestações políticas que ocorrem na cidade; o namorado da filha, que apenas é um escape para o desejo da filha; o amigo da família, que é um personagem que tem sentimentos ambíguos com todos os personagens que o circundam, e sua esposa, que grávida, aguardando com dor o nascimento de seu filho. Esses personagens, avulsos, são trabalhados apenas para servirem como propulsores de sentimentos e dualidades quanto ao momento social, político e cultural de hoje e sempre no Brasil. Mais do que a narrativa, o filme procura descobrir caminhos para linguagens. Feito como cinema de guerrilha, onde a equipe também trabalha como elenco, o filme se constrói sobre a égide da liberdade de criação.


Confira o trailer de 'Lágrimas de Boi':

Filmado durante apenas três dias, o filme teve custo de apenas 10 mil reais. A equipe e o elenco trabalharam de forma colaborativa. O filme pretende também em sua distribuição, se tornar uma ação inovadora. A estratégia é percorrer apenas festivais dos quais será convidado, não fazendo parte de nenhuma mostra competitiva. Além da distribuição no cinema ser restrita à Sessão Abbracine e, posteriormente, apenas com exibições em Cineclubes e Cinematecas.

O filme é, em suma, um exercício do fazer cinematográfico. “Boi de Lágrimas” está sendo descrito pela crítica como "um registro de nossa poderosa resistência poética", fazendo ligações com o cinema de Glauber Rocha. Como atesta o crítico Marco Fialho, "enquanto Glauber  era fixado em um conceito modernista das artes, Frederico Machado é mais antenado a uma visão de contemporaneidade. Glauber era afeito à alegoria, inclusive nos discursos de seus personagens, já Frederico prefere recursos mais sóbrios. Mas a similaridade entre os dois vem mais de uma proposta de criar um mosaico que instaura ou assume o caos como realidade".

Mestre Solano lança CD 'As Guitarradas de um Mestre', em Belém

Quê: Lançamento do CD 'As Guitarradas de um Mestre'
Quando: 21 de setembro
Onde: Teatro do Gasômetro, localizado na Parque da Residência - Av. Magalhães Barata, 830
Horário: 20h
Valor: R$ 30



Foto: Divulgação