Sidebar Menu

Manaus 30º • Nublado
Quinta, 13 Mai 2021

Voluntária se torna Família Acolhedora e conta experiência

O projeto tem o objetivo de oferecer às crianças que estão afastadas do lar, por alguma razão, a experiência da convivência com uma rotina familiar

Mais de 3 mil famílias afetadas pela cheia no Pará começam a receber cestas básicas

Belterra, Prainha, Alenquer, Aveiro, Curuá e Monte Alegre, localizados no oeste paraense, começam a receber cestas básicas a partir desta quinta-feira (4). São 3.115 famílias, no total, beneficiadas pela ação, que atendeu pedido das prefeituras destes municípios após decretarem situação de emergência por conta do período das chuvas.

Defesa Civil estima que 2,5 mil famílias sejam afetadas pela cheia do Rio Negro, em Manaus

A Prefeitura de Manaus deu início, nessa terça-feira (9), à “Operação SOS Enchente 2019”, que consiste na identificação das famílias residentes nas áreas passíveis de alagação/inundação. A estimativa é de que 2.569 famílias sejam inseridas no mapeamento da Defesa Civil e da Secretaria Municipal da Mulher, Assistência Social e Cidadania (Semasc) para receber auxílio em saúde, limpeza, assistência social, dentre outros.

As visitas já começaram e os primeiros locais a receber as equipes da prefeitura são Betânia, na zona Sul, e São Jorge, na zona Oeste da capital.

No primeiro momento, as residências com risco de alagação serão identificadas para posterior concessão do auxílio-aluguel, no valor de R$ 600, pago em duas parcelas mensais de R$ 300, além de benefícios eventuais (cesta básica, rede, colchão e lençol). É importante destacar que o auxílio-aluguel é liberado somente após o município decretar Estado de Emergência, que só ocorre após a cota do rio chegar acima de 29 metros.
Foto: Marinho Ramos/Divulgação Semcom
Além do cadastro das famílias afetadas, a Defesa Civil de Manaus irá realizar a construção de pontes nas áreas atingidas, porém, a medida só será efetivada caso o rio Negro atinja a cota prevista para inundação/alagação. Serviços de limpeza e descontaminação das águas também serão realizados.

“Todo esse trabalho de fazer o levantamento das famílias é para que, com esses dados, caso a cheia 2019 atinja a cota de emergência, as famílias possam ser assistidas e retiradas dessas áreas de alagação, evitando acidentes e doenças à população”, disse o secretário executivo da Defesa Civil, Cláudio Belém, destacando que a Defesa Civil, assim como as demais secretarias parceiras da operação, trabalha com base na maior cota de cheia do rio Negro, de 29,97 metros, que aconteceu em 2012.

Os trabalhos são um desdobramento da “Operação Cheia”, que começou ainda em janeiro deste ano, com a integração e planejamento das atividades pelas estruturas do município que integram a ação coordenada pela Secretaria Executiva de Proteção e Defesa Civil de Manaus.

Relatório

De acordo com o relatório do Departamento de Operações da Defesa Civil, 15 bairros da capital serão afetados pela cheia: Tarumã, Mauazinho, São Jorge, Educandos, Raiz, Betânia, Presidente Vargas, Colônia Antônio Aleixo, Aparecida, Centro, Santo Antônio, Cachoeirinha, Glória, Compensa, Puraquequara, além de 21 comunidades do rio Negro e 12 do rio Amazonas, das zonas rural e ribeirinha.

Conforme o primeiro alerta de cheia do Serviço Geológico do Brasil (CPRM), realizado no fim de março, a cheia deste ano está prevista para variar entre 28,49 metros e 29,19 metros.
Foto: Arquivo/Portal Amazônia
Saúde

A Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) irá ofertar o hipoclorito de sódio, utilizado na desinfecção da água para o consumo humano, com orientação sobre o modo adequado de utilização, e a distribuição de material informativo sobre as formas de prevenção das doenças.

“O objetivo principal é evitar surtos de doenças que são transmitidas por meio do contato com água ou alimentos contaminados, como é o caso das doenças diarreicas agudas e de agravos como a leptospirose e hepatite A. A Semsa também irá trabalhar na prevenção de outras doenças, entre elas o tétano acidental, dengue, zika, chikungunya e malária”, informou a diretora do Departamento de Vigilância Ambiental e Epidemiológica (Deave/Semsa), enfermeira Marinélia Ferreira.

Por meio do Centro de Controle de Zoonoses (CCZ), será feita a avaliação das áreas sobre a incidência e fatores que favorecem a proliferação de roedores, permitindo determinar as ações de controle, além da avaliação da situação vacinal de cães e gatos contra raiva animal e, se for necessário, a vacinação dos animais, e avaliação da necessidade de castração de cães e gatos dos domicílios nas áreas de risco.

Por que investir na racionalidade para consolidar planejamento financeiro?

*Conteúdo é de responsabilidade do comentarista

Endividamento das famílias

*Conteúdo é de responsabilidade do comentarista

Estatuto que exclui casais homoafetivos do conceito de família é suspenso no AC

O estatuto que exclui casais homoafetivos do conceito de família foi suspenso em Rio Branco, no Acre, nesta quarta-feira (25). A justiça deferiu pedido do Ministério Público do Estado. Estatuto tinha sido aprovado na Câmara no último dia 5 de abril.

Famílias enfrentam riscos em construções abandonadas em Manaus

Por todo o Brasil é possível ver famílias morando em construções abandonadas, em situação irregular. Após o incêndio que causou desabamento de um prédio no Centro de São Paulo, o problema volta à ser discutido. Em Manaus (AM) a situação também é preocupante. A reportagem é de Luciano Abreu e João Marçal, com a narração de Ana Maria Reis.

Kaysar atualiza fãs sobre sonho de trazer a família para o Brasil

Quando saiu do “Big Brother Brasil 18”, Kaysar disse que agora poderia ajudar a sua família e trazê-los para o Brasil. No meio desse processo, mas sem dar detalhes, o sírio tranquilizou os fãs de que está no caminho certo.

“Cara, tá tudo bem. O negócio da minha família está indo no caminho certo. Vai dar tudo certo. E vou avisar para vocês quando der certo”, disse Kaysar, em um vídeo gravado por Viegas, seu colega de confinamento.

Logo após o resultado do “BBB”, Kaysar ouviu de Tiago Leifert que a ONU estava a postos para ajudá-lo respondendo todas as suas dúvidas de como funciona o processo de reaproximação familiar.

Família monoparental e a liberdade da mulher

Filho de Sandy e Lucas Lima, Theo Lima solta a voz em vídeo do Instagram

Um dos casais mais musicais do Brasil está de férias em família em Orlando, no estado da Flórida e, durante o passeio, Sandy e Lucas Lima gostam de registrar momentos no stories do Instagram. Apesar de preferir o anonimato do filho, Lucas deixou escapar a voz do seu filho, Theo Lima, durante uma gravação.

Enquanto estavam de passagem por uma cafeteria, Lucas Lima soltou a voz e brincou com o ambiente do lugar. "Quem disse que não existe café hipster em Orlando?", disse, em ritmo musical. "Hipster" é o termo utilizado para locais mais rústicos, com um ambiente mais intimista. Logo em seguida Theo, de 3 anos, acompanha o pai, que pede para o filho continuar. "Vai, filho!", diz. Saiba mais no iBahia.

Confira a cena:


BBB18: Família fala sobre suposto assédio: 'São costumes familiares'

Foto:Reprodução/iBahia
O pai Ayrton e a filha Ana Clara, da Família Lima, confinada no Big Brother Brasil (BBB18), continuam causando burburinho nas redes sociais por conta de cenas protagonizadas por ele. O apresentador Tiago Leifert precisou intervir e cobrar explicações no próprio programa. Gravada na tarde de quarta-feira (24), a conversa - que antes era confidencial - foi e exibida à noite. A família toda pôde se explicar e falar sobre como funciona o convívio deles.

“Tem gente que acha que eles são muitos carinhos, tem gente que acha que eles passam do ponto, tem gente que acha a família normal, tem gente que acha excesso de intimidade ali. Que tal a gente conversar isso tudo com a própria família?”, convidou Leifert.

“Meu pai é grudento normalmente”, explicou Ana Clara sobre o pai Ayrton ter bebido na primeira festa do BBB18. “Na minha família isso não era comum, mas na casa do Ayrton sim. Eu aprendi que é um ato de carinho, não há maldade nenhuma. Nada mais é do que um ato de carinho, quase um ‘Eu te amo'”, explicou a mãe, Eva. “Beijo os meus sobrinhos na boca e não tem maldade nenhuma. Na minha família sempre aconteceu e vai acontecer… é muito amor”, revelou Ayrton sobre os selinhos distribuídos durante o reality show.

Tiago quis saber se alguém da família deles ou de qualquer outro lugar já havia olhado torto ou achado ruim pelo ato de carinho, mas a família garantiu que nunca. “Eu estou falando de coração… Mesmo que seja na boca, não tenho problema com isso”, reforçou Ayrton.“Que entendam que isso tem muito amor por trás, muito respeito, intuito da família estar sempre unida, é uma família que se ama muito, que se cuida muito”, voltou a justificar Eva.

Por fim, a filha Ana Clara concluiu: “São costumes familiares. Eu pelo menos nasci com isso, fui criada com isso, são valores de família, são coisas que a gente carrega das pessoas que vieram antes da gente. É um costume que meu avô tinha, que minha avó tinha, passou para os meus tios, passou para o meu pai, meu pai passou para mim e é isso”.

Na tarde de quarta-feira (24), eles foram chamados pela produção do programa para uma conversa confidencial. Apesar das câmeras e som terem sido desligados, o pai Ayrton, a mãe Eva, a filha Ana Clara e o sobrinho Jorge comentaram o assunto após o término da conversa - o que deixou claro que a reunião confidencial girou em torno da repercussão negativa da relação entre o pai Ayrton e a filha Ana Clara, que trocam selinhos repetidas vezes e tem causado repúdio nos telespectadores.

'BBB 18': Globo chama família e fala sobre beijo entre pai e filha

Foto:Reprodução/iBahia
Participante do Big Brother Brasil, a Família Lima voltou a ser notícia nesta quarta-feira (24). É que eles foram chamados pela produção do BBB 18 durante a tarde para uma conversa confidencial. Apesar das câmeras e som terem sido desligados, o pai Ayrton, a mãe Eva, a filha Ana Clara e o sobrinho Jorge comentaram o assunto após o término da conversa - o que deixou claro que a reunião confidencial girou em torno da repercussão negativa da relação entre o pai Ayrton e a filha Ana Clara, que trocam selinhos repetidas vezes e tem causado repúdio nos telespectadores.

“Atenção, Família Lima, para o segundo andar”, anunciou a equipe do reality. A câmera do segundo andar, onde eles estão hospedados, foi cortada e até então não se sabia o motivo pelo qual eles foram chamados. A web logo iniciou com os palpites sobre as possíveis pautas da conversa. Muitos garantiram que o motivo era a repercussão negativa da relação entre Ayrton e Ana Clara.

Momentos depois da conversa confidencial, a família se reuniu no quarto e comentou sobre a repercussão do beijo, revelando o motivo da conversa com a produção da emissora. Os integrantes da família apareceram bem desesperados com o movimento que se formou na web e Ayrton também se mostrou preocupado com a sua imagem e a repercussão do beijo com a filha. Ana continuou a conversa defendendo a forma da família trocar carinho e alegando que não vê nada demais na intimidade que tem com o pai e mostrou sua revolta com a repercussão negativa de seus atos no reality.

Nas redes sociais, o sobrinho de Ayrton falou sobre o polêmico beijo entre pai e filha. “Muito triste com o que pessoas desinformadas estão fazendo com o meu tio Ayrton, com a minha família… Meu tio tentou por 15 anos entrar no BBB e está realizando o sonho dele… É um cara batalhador, povão, super engraçado (o mais doido da família) e sempre carinhoso com todos da nossa família”, disse ele. “Na nossa família nos beijamos e abraçamos, como demonstração de amor e afeto. Tenho 36 anos e até hoje só cumprimento minha avó, minha mãe, minhas tias as beijando na boca. Pela lógica dessa galera sem noção eu fui assediado por elas então?!”, questionou.

“Essa porcaria de “politicamente correto” agora afetou a minha família, mas se vcs, pessoas mal amadas e cheias de erros obscuros, acham que vão nos derrubar, estão muito enganados. Acabamos de perder o meu pai neste domingo que passou (21/01), irmão do Tio Ayrton (o meu tio, Ana e tia Eva ainda não sabem disso)”, lamentou. “E isso não nos derrubou, pelo contrário, nos uniu ainda mais. Então podem vir com seus discursinhos hipócritas. Tio Ayrton beije bastante a sua filha com todo amor do mundo, pois eu faria tudo pra ter ganhado mais um beijo do meu amado pai”, finalizou.

Entenda a polêmica

O primeiro dia de confinamento mostrou a relação da Família Lima e deu o que falar nas redes socias. Após internautas detonarem a estudante Ana Clara, filha da família, por postagens polêmicas na internet, na madrugada desta segunda-feira (22), durante a festa, o pai Ayrton e filha trocaram um selinho demorado, o que dividiu opinões nas redes sociais.

No confinamento, estavam apenas os quatro integrantes da família: Ana Clara, a filha; Ayrton, o pai; Eva, a mãe; e Jorge, o sobrinho, tratado como filho. Outras cenas inusitadas que aconteceram na casa também estão sendo comentadas nas redes, principalmente no Twitter, e tratadas com repulsa. Em um momento, Ayrton aparece deitado na cama sobre a filha fazendo alguns movimentos com o quadril. A cena foi gravada e compartilhada nas redes sociais:

Os quatro integrantes da família ficam juntos no reality show até domingo (28), quando dois deles serão eliminados da casa, e outros dois continuarão na disputa. Quem continuar vai competir em dupla e seus votos valerão como um.

Família entra no ‘BBB 18’ e público escolhe quem fica na casa

Foto:Reprodução/iBahia
Pela primeira vez, o “Big Brother Brasil” colocou uma família completa dentro da casa. Cariocas, Ayrton, de 56 anos, sua mulher Eva, de 51, a filha Ana Clara, de 20, e o sobrinho Jorge disputarão duas vagas para permanecer na competição pelo prêmio de R$ 1,5 milhão. No decorrer do programa, a dupla que ficar será tratada como um participante só e deverá jogar junta até o final.

E quem decide quem fica é o público, que poderá votar no Gshow até domingo. Nesta edição, a novidade é que será preciso fazer um cadastro gratuito no site para poder votar.

No primeiro dia de confinamento, a família Lima aproveitou para nadar, comer e apontar qualidades uns dos outros. Ayrton, que por 15 vezes tentou entrar no reality, se emocionou várias vezes: “Eu consegui”.

1 de janeiro de 2018

Foto:Reprodução/Instagram-Maze Mourão
Passei e estou passando por várias gerações nesta minha vida. Estou vivendo a terceira geração, enquanto mulher, digamos assim. A primeira foi com a minha família. A dona Leonor, minha mãe, ela era ‘avant-garde’, mas quando se tratava de falar à mesa, era proibido. Os cinco filhos do professor Mourão baixavam a cabeça e quem falava eram os mais velhos.

Sair com eles, só para aniversários de criança, de família ou dos filhos dos amigos. Maquiagem era o rouge, pó compacto, lápis de sobrancelha. Meninas de oito, nove, dez anos, nem pensar! Lembro da primeira vendedora ‘Avon, Chama’... a Terezinha. Eu decorava cada página do catálogo. Usar, mesmo, só o perfume Toque de Amor, com parcimônia para não acabar logo.

Depois, veio o meu casamento. Sim, casei com 17 anos, sem nenhum sentimento de culpa, nem da família e nem do noivo. Éramos todos jovens. Meio que mesclamos a educação ‘fuethiana’ com a meio liberdade concedida por dona Leonor. Fomos levar até a porta e buscar em todos os 15 anos que os meninos eram convidados. Era possível ver a Alessandra, toda vestida com as minhas roupas, colares, saltos e maquiagem brincando com as suas bonecas. Mas, em festa de gente grande, eles não iam, não frequentavam os nossos eventos em casa, tinham hora para dormir e, na maioria das vezes, não podiam contestar as decisões tomadas por nós, seus pais. Mas nunca foram rebeldes sem causa, ainda bem.

Agora, estou na geração Manuela. São várias ‘Manuelas’ que povoam o mundo. Elas têm nove, dez, 11 anos e sabem de tudo. A minha Manauela, hoje, por exemplo, escolheu o vestido, sapato, lingerie, maquiagem e cabelos que eu deveria usar para impressionar o meu ‘date’.  Sabia a cor ideal do batom, o nível da base, como usar o corretivo para tirar olheiras. Mas tudo com muita leveza, como se ela estivesse conversando com uma das suas colegas. As suas contestações, com a mãe e o Preto (como ela chama o padrasto), são pertinentes e com fundamentos irretocáveis.

Fico horas com ela trocando ensinamentos de apps de celular, como usar as palavras nas redes sociais. Coloca para sortear as bolsas, roupas e afins, tudo com a finalidade de aumentar os meus de seguidores. Comprar, jamais! A verdade que passei e estou passando por três gerações, vivi e fui feliz com as duas primeiras, nunca tive síndrome de rejeição e nem fiquei emburrada pelos cantos. Mas essa atual geração, das ‘Manuelas’, é maravilhosa! São livres, desencanadas, felizes, resolvidas. Me renovo meses, anos, adoro. Até!

Os 20% pagos na pensão incidem sobre o FGTS?

Grupo católico em Guajará-Mirim promove evento sobre relacionamentos familiares

O grupo Renovação Carismática Católica (RCC) de Guajará-Mirim (RO) promove o evento 'Cura e Libertação: Famílias Restauradas'. A iniciativa visa debater relacionamentos familiares e contará com a presença de Nora Ney, ministra de oração do RCC de Mato Grosso. Evento acontece de 15 a 17 de dezembro no Centro de Treinamento São José.

Rio Negro está a 2 metros de cheia histórica em Manaus

No interior, a Defesa Civil do Amazonas atua na assistência às famílias atingidas.

Governo libera crédito solidário para famílias de baixa renda no Amazonas

Benefício financia micro empreendedores.

Famílias afetadas pela enchente na cidade de Guajará, no Amazonas, recebem ajuda humanitária

No município, 1.051 famílias foram afetadas em pelo menos 31 comunidades

Processo para indenização por mortes no massacre do Compaj começa em 10 dias

 Famílias das vítimas receberão reparação por mortes na maior matança em presídios do história do Amazonas