Sidebar Menu

Manaus 30º • Nublado
Quinta, 04 Março 2021

Enfermeira, indígena e idosa são os primeiros no Amapá vacinados contra Covid-19

Às 11h, em ponto, desta terça-feira (19) foi aplicada a primeira vacina contra a Covid-19 no Amapá. A enfermeira Kátia Regina Marinho de Araújo, 55 anos, há 3 décadas atuando na saúde, recebeu a dose em cerimônia no Palácio do Setentrião, sede do governo estadual. Em seguida, foi vacinado o indígena Demétrio Amisio, de 46 anos, também enfermeiro.

O ato simbólico marcou o início da vacinação no estado, que recebeu o primeiro lote durante a madrugada com 31 mil doses, sendo 15 mil aos grupos prioritários distribuídas aos municípios e 16 mil para imunização de indígenas.

De um abrigo de Macapá foi vacinada a terceira pessoa, a idosa Brasiliana Trindade, 68 anos. A aplicação foi da CoronaVac, vacina do Instituto Butantan feita em parceira com o laboratório chinês Sinovac.

Foto: Secom/GEA

 Emocionada, a enfermeira Kátia Marinho não conteve as lágrimas. Confiante, ela espera que a imunização da população, principalmente que mais precisa, seja rápida e eficaz.

"Muito emocionante, depois desse todo tempo de luta, há um ano, sou muito grata à Deus, à Nossa Senhora de Nazaré e a toda espiritualidade, ao governo do estado, que me proporcionou toda essa situação. Agradeço a homenagem, a honra de ser a primeira vacinada", relatou.

Enfermeiro desde 2018 e liderança indígena no Parque do Tumucumaque, Demétrio Amisio lembrou a espera pela imunização e destacou a importância da vacina na manutenção da saúde.

"Tempo difícil, tristeza, não somente com indígenas. Espero que todos os povos amapaenses tomem vacinas porque é muito importante em nossas vidas. É muito emocionante, não foi fácil conquistar essas vacinas. Nossa vida é muito importante, não só dos povos indígenas, todos precisam vacinar", disse.

A vacinação no Amapá acontece um dia depois do estado atingir de 1 mil mortos pela Covid-19, depois de 289 dias do primeiro óbito. Em função da marca negativa, o governador do Amapá, Waldez Góes, decretou luto oficial de três dias. O gestor também falou sobre a vacinação do restante da população.

Foto: Secom/GEA

"Isso depende muito dos insumos que tanto a Fiocruz quanto o Butantan estão aguardando da China e da Índia, porque a tecnologia para produção de vacina no Brasil já existe. Agora, o Brasil não tem insumos para produzir as vacinas, depende da importação. E isso tem uma burocracia que o Butantan e a Fiocruz estão procurando resolver. Existe a expectativa de vinda desses insumos ainda neste mês de janeiro", afirmou.

Plano de vacinação
No fim de dezembro, o plano estadual de vacinação contra Covid-19 foi apresentado pelo governo. A aplicação das primeiras doses deve começar, a partir da disponibilidade de novas doses, para 172 mil pessoas dos grupos prioritários. O processo será dividido em quatro etapas.

1ª etapa
Grupo prioritário: profissionais da saúde
Total de pessoas: 18.558

2ª etapa
Grupo prioritário: pessoas a partir de 60 anos e idosos institucionalizados
Total de pessoas: 69.168

3ª etapa
Grupo prioritário: pessoas com comorbidades
Total de pessoas: 21.721

4ª etapa
Grupo prioritário: trabalhadores da educação; trabalhadores das forças de segurança e salvamento; funcionários do sistema prisional e povos indígenas
Total de pessoas: 29.382

Outros grupos: trabalhadores dos transportes: coletivo rodoviário, metroferroviário, aéreo e portuários; povos e comunidades tradicionais ribeirinha; população privada de liberdade pessoas com deficiências permanente severa.
Total de pessoas: 32.544

Veja mais notícias sobre SaúdeAmapá.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Quinta, 04 Março 2021

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://portalamazonia.com/