Sidebar Menu

Manaus 30º • Nublado
Sábado, 31 Outubro 2020

Prevenir ou provisionar

Prevenir ou provisionar

Eis que chega uma época do ano em que algumas obrigações surgem e é necessário fazer um desembolso para cumprir os deveres. O final do ano também traz a expectativa de bons negócios, a esperança do resultado melhorar e a certeza que ainda tem muito chão para quem está começando um negócio (e para quem já tem um negócio em fase de maturação mais avançada).

Ainda falando sobre os custos. É curioso pensar que as despesas das obrigações sociais já são sabidas desde o começo do ano, não podem ser classificadas como surpresa. Ainda assim, muita gente tem problemas na execução desses pagamentos. Inclusive, boa parte das despesas são previsíveis, hein? Não dá para dizer que não lembrava/sabia.

Certamente que a importância do provisionamento de alguns custos e despesas se torna evidente nesse momento. Por isso é tão importante ter atenção especial ao fluxo de caixa do seu negócio. Já falei sobre isso aqui também, mas nunca é demais repetir.

As entradas e saídas devem ser monitoradas e o custos, sem dúvidas, precisam ter uma atenção especial. Controlar as saídas é um dos pontos mais importante não gestão financeira. Através desse controle se torna possível a identificação de algo possa significar prejuízo. 

Quem não mede, não gerencia. Lembre-se sempre disso. 

Um caminho para provisionar é a estratégia de separar uma porcentagem dos resultados ao longo do ano. É importante que seja um percentual saudável que não tenha um peso enorme no seu resultado. Fazendo isso dá para ter um pouco mais de segurança na hora que as obrigações chegam. 

A mesma estratégia deve ser adotada para a retenção de uma parte do lucro do negócio para novos investimentos e na melhora dos seus produtos e serviços. Afinal de contas, todo negócio pode ser perpetuar no longo prazo.

Em último caso, para quem não se programou, repriso o que já disse em outras oportunidades nessas coluna: alavancagem financeira. Tome um empréstimo, com especial atenção aos custos e condições de pagamento. E use esse dinheiro para arrumar a “casa”. 

Lembre de agilizar isso, evite as multas e problemas maiores lá na frente. 

Provisionar é melhor que remediar. Esse é o jeito baré de empreender.

Veja mais notícias sobre André Torbey.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Sábado, 31 Outubro 2020

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://portalamazonia.com/