Manaus 30º • Nublado
Sábado, 25 Setembro 2021

Pescado, barco e tarrafas são apreendidos no primeiro final de semana da Piracema no Mato Grosso

Pescado, barco e tarrafas são apreendidos no primeiro final de semana da Piracema no Mato Grosso
Policiais do Batalhão de Proteção Ambiental da Polícia Militar (BPMPA) do Mato Grosso prenderam quatro pessoas e apreenderam 40 quilos de pescado, mais dois barcos e diversas tarrafas no primeiro final de semana da Piracema, sábado (1°) e domingo (2). Várias equipes da unidade especializada ambiental atuaram simultaneamente no patrulhamento fluvial e terrestre em Cuiabá, Santo Antônio de Leverger, Barra do Bugres, Rondonópolis e outras regiões do Estado.
Em um bloqueio na estrada de acesso à ‘Barra do Aricá’, uma área pesqueira em Santo Antônio de Leverger, foram apreendidos 40 quilos de pescado transportados ilegalmente. Os peixes, de várias espécies, estavam armazenados em um recipiente de isopor no porta-malas de um veículo modelo Parati.
O condutor do carro, único ocupante, V.R.S., 53, disse que havia pescado no rio Cuiabá, na chácara de um amigo. Além de perder o peixe, ele teve o carro apreendido, recebeu uma multa de R$ 1,5 mil e foi encaminhado à Delegacia de Policia de Leverger.
Já em Barra do Bugres, no Rio Paraguai, policiais do Núcleo de Policia Ambiental faziam patrulhamento fluvial quando deparam com dois pescadores com um tarrafão dentro do barco. A dupla negou que estivesse pescando, porém havia água escorrendo do material de uso proibido em qualquer época, independente da Piracema. A multa foi de R$ 10 mil. Também tiveram o barco e o tarrafão apreendidos e foram encaminhados à delegacia.
No bairro do Porto, em Cuiabá, durante patrulhamento fluvial, policiais flagraram um pescador jogando tarrafa no rio. Ao perceber a presença da guarnição ambiental, o homem se atirou nas águas com a tarrafa. Detido, foi levados à Central de Flagrantes do Cis-Planalto.
Jacaré 
Já no domingo (2), uma denúncia anônima recebida pelo serviço de guarda do Batalhão levou os policiais a uma residência de Várzea Grande onde um jacaré acabara de ser abatido. O animal estava morto dentro de uma caixa de papelão.
A moradora argumentou que seu filho, um rapaz de 25 anos, matou o jacaré para defender duas crianças, uma de quatro e outra de 8 anos, supostamente atacadas pelo animal. Mãe e filho foram encaminhados o plantão da Polícia Civil.
Piracema 
Este ano, o período da Piracema foi antecipado em um mês. Teve início no sábado (1°) e segue até 31 de janeiro de 2017. Nesse período estão proibidas todas as modalidades de pesca, tanto amadora, profissional e esportiva (pesque e solte), assim como o transporte de pescado de rio. A única exceção é a pesca de subsistência, ou seja, para alimentar as famílias ribeirinhas. 

Veja mais notícias sobre Meio Ambiente.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Sábado, 25 Setembro 2021

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://portalamazonia.com/