Isso é questão de vestibular’, diz secretário sobre armas em presídio no AM

MANAUS – Uma nova rebelião entre presos em Manaus deixou pelo menos 4 mortos, neste domingo (8), na Cadeia Pública Desembargador Raimundo Vidal Pessoa. Em entrevista à Amazonas FM, o secretário de Estado de Administração Penitenciária, Pedro Florêncio, alegou que a rebelião não tem explicação, já que os presos conviviam juntos antes de serem transferidos do Complexo Penitenciário Anísio Jobim (Compaj). Dos quatro presos mortos, três foram decapitados. Sobre a entrada de armas na unidade prisional, o secretário destacou que esta é uma pergunta de vestibular.

Publicidade
Publicidade

Relacionadas:

Mais acessadas:

Localizado em ilha desabitada, Observatório Magnético no Pará estuda mistérios da Terra

A apenas 12 km da costa de Belém, o Observatório Magnético de Tatuoca estuda o campo magnético e suas influências na vida cotidiana.

Leia também

Publicidade