Manaus 30º • Nublado
Segunda, 06 Dezembro 2021

Após evento de abertura, Programa Jornada Amazônia 4.0 inicia sua primeira fase

Na última quarta-feira (22), o Instituto de Desenvolvimento Tecnológico (INDT) e a Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI) realizaram o Kick-Off de abertura do Programa Jornada Amazônia 4.0, evento que contou com uma série de explicações sobre as principais etapas da inciativa e com a participação das empresas selecionadas por edital e entidades parceiras do projeto.

Na ocasião, as empresas selecionadas obtiveram mais informações acerca das duas fases do programa: a fase de diagnóstico e a fase de implementação. Além disso, elas acompanharam a apresentação do escopo, com os principais aspectos de cada uma das etapas dessa iniciativa, que conta com atividades, como: cursos, treinamentos, workshops, mentorias e acompanhamento.

Essas atividades serão implementadas graças ao laboratório de inovação FaBLaB powered by EcoStruxure™️, parceria entre o INDT e Schneider Electric, que são os dois agentes parceiros desse projeto encabeçado pela ABDI.

Reprodução: Divulgação

De acordo com Geraldo Feitoza, CEO do INDT, o Programa Jornada Amazônia 4.0 é extremamente importante para o Polo Industrial de Manaus (PIM) devido a sua capacidade de transformação e melhoria dos produtos, das empresas e das pessoas envolvidas no projeto. "Nós estamos vivendo um momento de transformação mundial, a manufatura 4.0 é indiscutivelmente uma grande revolução, e esse projeto trará para todo o PIM e suas empresas, não apenas uma melhoria de todas as fábricas, mas também de pessoas, através de capacitação e de um projeto que é bastante empreendedor e que, sem dúvidas, irá modificar cada vez mais a qualidade dos nossos produtos e das nossas empresas aqui de Manaus", ressaltou.

Já para Antonio Marcos Silva, diretor de Planta do I-Sheng Electric Wire & Cable Co Ltda, uma das empresas selecionadas pelo programa e participante do evento de abertura, a expectativa acerca das possibilidades oferecidas por essa inciativa é grande, justamente porque esse projeto auxiliará todo o ecossistema empreendedor do PIM. "Nossa expectativa é grande com a chegada doPrograma Jornada Amazônia 4.0, porque a gente enxerga várias oportunidades na fábrica em relação à optimização dos nossos processos, melhorar a gestão e ter, de certa forma, tudo ao nosso controle, pois hoje como a gente depende muito de dados manuais e de informações que estão em planilha, o que acaba dificultando um pouco a nossa gestão e os processos de melhoria, contar com inovações tecnológicas para agilizar essas situações vai favorecer a nossa empresa. Portanto, pretendemos aproveitar todas as possibilidades do programa, assim como temos certeza de que todo o ecossistema do PIM se beneficiará", destacou.

A empresa Schneider Eletric Brasil e a Universidade Federal do Amazonas (UFAM), por meio do professor doutor Sandro Breval – UFAM, também marcaram presença no evento.

O programa conta com o apoio da Superintendência da Zona Franca de Manaus (Suframa), da Federação das Indústrias do Estado do Amazonas (FIEAM) e do Centro da Indústria do Estado do Amazonas (CIEAM).

Detalhes sobre o programa

O Programa Jornada Amazônia 4.0, iniciado no dia 9 de setembro, visa proporcionar oportunidades de experimentação de novas tecnologias, processos e modelos de negócios em empresas dos setores de plásticos, eletroeletrônicos e metalomecânico, que estão exclusivamente instaladas no PIM, com a intenção de acelerar a difusão dos conceitos, práticas e aplicações da Indústria 4.0.

Reprodução: Divulgação

O projeto conta com duas fases: a de diagnóstico e a de implementação. Na fase de diagnóstico as empresas passarão por uma série de estudos relacionados às possíveis mudanças que podem ser aplicadas em seu modelo de negócio a partir dos conceitos 4.0. Na fase de implementação as empresas passarão por uma transformação, onde os conceitos 4.0 serão empregados em seus processos.

As empresas foram selecionadas por meio de um edital e, após o evento, já estão recebendo as orientações necessárias da primeira etapa do programa através das empresas parcerias, que estão fomentando o empreendedorismo tecnológico na região Norte por meio de transformações inovadoras pautadas nos conceitos 4.0.

Ao total, serão investidos 3 milhões de reais no Programa Jornada Amazônia 4.0, investimento que será utilizado no processo de transformação das empresas selecionadas. A duração dessa iniciativa é de 13 meses.

Veja mais notícias sobre AmazôniaInovação e Tecnologia.

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Segunda, 06 Dezembro 2021

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://portalamazonia.com/