Manaus 30º • Nublado
Sexta, 22 Outubro 2021

Calor excessivo pode gerar pedra nos rins, diz especialista

Calor excessivo pode gerar pedra nos rins, diz especialista
  
Foto: Clarissa Barcelar/Portal Amazônia
"O calor excessivo é um dos fatores que leva a formação de litíase, ou popularmente, pedra nos rins", alerta o doutor em Uro-oncologia e membro da equipe médica do Centro de Urologia do Amazonas (Urocentro), Cristiano Paiva. De acordo com ele o calor excessivo da cidade de Manaus é um dos fatores que podem desencadear o processo o surgimento de pedras nos rins.

É de conhecimento geral que cálculos renais são formados pelo consumo reduzido de água. Com o calor o corpo humano transpira água que estaria disponível no corpo para filtragem. Segundo Cristiano, com a transpiração o sangue perde água que seria utilizada para diluir componentes como o ácido úrico, cálcio, purinas e sódio, o que pode gerar o acúmulo e a construção dos cálculos.

"Em Manaus, onde o calor é maior, é imprescindível o consumo constante de água. Em média o ser humano precisa de 2,5 a 3 litros de água por dia. Eu aconselho os meus pacientes a tomarem água, chás e sucos naturais de fruta", diz o urologista. Para ele bebidas como café, refrigerante, bebidas light e diet são prejudiciais pela quantidade de sódio ou de outras substâncias relacionadas à doença.

Hábitos bons para os rins

Os cuidados com os ruins são inúmeros, e começam pela criação de um hábito de consumo constante de água e uma mudança alimentar. O médico oferece duas dicas valiosas para os dois aspectos. De acordo com ele, nós estamos vivendo um momento em que as pessoas estão muito focadas em sua carreira. É preciso manter, mesmo no trabalho, o hábito de beber líquido constantemente. Ele aconselha que as pessoas tenham sempre uma garrafa com água para consumo durante o dia de trabalho a cada 20 ou 30 minutos.

Além disso, devemos estar atentos aos hábitos alimentares. De maneira geral a dieta se concentra no consumo restrito de proteínas e na diminuição da quantidade de sódio, presente principalmente no sal. "É muito importante se concentrar em bons hábitos, porque é a partir deles que você pode se manter saudável a longo dos anos", finaliza o médico.
Raio-X de um calculo renal em paciente. Foto: Reprodução/Urocentro
O perigo do retorno

De acordo pesquisas científicas uma em cada cem pessoas vai ter algum problema renal durante a vida. Dessas pessoas que já tiveram um cálculo, as pesquisas apontam que, se depois de retirada a pedra não houver medidas de prevenção, a chance de de o problema voltar é de 100% em 10 anos.

O Urocentro realiza tratamentos de todos os tipos de problemas urinários em adultos e crianças. O Centro tem uma equipe médica especializada com técnicas modernas para análise, tratamento e prevenção das doenças. O espaço fica na Rua Fortaleza, 528, no bairro Adrianópolis em Manaus.

Veja mais notícias sobre Especial Publicitário.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Sexta, 22 Outubro 2021

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://portalamazonia.com/