Manaus 30º • Nublado
Sábado, 02 Dezembro 2023

Ações socioambientais também são destaque no projeto Cidade do Jazz; Confira:

Foto: Morgana Rodrigues

Desde a sua criação, há 38 anos, é da natureza da Fundação Rede Amazônica (FRAM) não só capacitar pessoas, desenvolver projetos e articular parcerias, mas também promover ações de contrapartida social e ambiental que tenham o objetivo de contribuir para a integração e desenvolvimento da Amazônia.

O projeto Cidade do Jazz é um grande exemplo desse compromisso. Durante todo o projeto, uma série de ações socioambientais e campanhas educativas de TV foram desenvolvidas. O objetivo é conscientizar a população para a preservação do meio ambiente e incentivar a cultura do voluntariado que atenda famílias que encontram-se em situação de vulnerabilidade social.

"Como produtora cultural, que acredita e trabalha com responsabilidade social, aposto em projetos que impactam positivamente na vida das pessoas, seja a curto, médio ou longo prazo e, definitivamente, a Fundação tem se preocupado com isso, o que me dá certeza de estar somando forças no lugar certo", destaca Gisa Almeida.

Foto: Morgana Rodrigues

As máquinas de reciclagem são a grande novidade do projeto neste ano. Em parceria com a Ambipar, a FRAM tem estimulado a população a refletir sobre a gestão de resíduos sólidos e a importância do descarte correto das embalagens, impulsionando geração de emprego e renda e movimentando a economia circular do estado, além de garantir o bem estar do planeta e das inúmeras famílias.

"A vocação da Fundação Rede Amazônica é atuar de forma responsável, tanto socialmente como ambientalmente. A máquina por si só não resolve essa situação, mas estimula pessoas para adquirir esta consciência", afirma a diretora administrativa Marcya Lira.

Já as campanhas de sensibilização objetivam gerar uma corresponsabilidade com a comunidade a respeito de temas de impacto social.

"Nós, da Fundação Rede Amazônica, temos a responsabilidade de utilizar a comunicação como uma ferramenta de transformação social, incentivando e fomentando as pessoas à cultura de doação. Nessas campanhas, elas têm a oportunidade de conhecer as instituições locais, suas necessidades, e ajudar a quem mais precisa", declara a diretora institucional da FRAM, Mariane Cavalcante.

A Neutralização do Carbono, também é uma ação que integra as contrapartidas ambientais do projeto Cidade do Jazz. Para a produtora cultural Gisa Almeida, é importante que todos compreendam que as ações ambientais são tão importantes quanto a realização das atividades socioculturais. E nesse sentido, a Fundação tem sido cada vez mais atuante.

Cidade do Jazz

Realizado desde 2020, o projeto 'Cidade do Jazz' usa diferentes linguagens e mídias para celebrar e difundir a arte, levando o gênero musical a pessoas e comunidades que dificilmente teriam acesso a ele, por diferentes tipos de barreiras sociais, econômicas etc. O projeto surgiu como uma proposta de extensão do Amazonas Green Jazz Festival, com o objetivo de levar a experiência do Jazz para locais não atendidos pelo evento, além de potencializar a difusão cultural e a promoção do ecossistema artístico Amazonense.

Apoio

O projeto "Cidade do Jazz" conta com o apoio do Governo do Estado do Amazonas, por meio da Secretaria de Cultura e Economia Criativa (SEC), Supermercados DB e Apa Móveis.  

Veja mais notícias sobre Especial Publicitário.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Sábado, 02 Dezembro 2023

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://portalamazonia.com/