Sidebar Menu

Manaus 30º • Nublado
Terça, 13 Abril 2021

Unifap e Instituto Federal do Amapá não aderem ao Sisu para oferta de vagas em 2021

Aberto para consulta na sexta-feira (5), o Sistema de Seleção Unificada (Sisu), gerenciado pelo Ministério da Educação (MEC) e que oferta vagas em universidades públicas através do desempenho no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), não teve adesão das instituições de ensino superior do estado para o 1º semestre de 2021.

Tanto a Universidade Federal do Amapá (Unifap) quanto o Instituto Federal do Amapá (Ifap) decidiram por seleções próprias, ambas com a justificativa de otimizar o ingresso dos novos candidatos.

Unifap realizava seleção mista, com 50% das vagas via processo seletivo e 50% via Sisu — Foto: Divulgação/Unifap

A adesão ao Sisu não é obrigatória, mas nos últimos anos as instituições vinham usando a plataforma que concentra a oferta de vagas de todo o país e tem calendário nacional único.

Ifap

O Instituto Federal do Amapá (Ifap) informou que a indefinição das datas tanto do Enem, quanto do Sisu, por parte do MEC, fez a entidade disponibilizar todas as vagas num único processo seletivo, ocorrido em janeiro para todos os campi.

Foram ofertadas 970 vagas em cursos técnicos e de graduação. A seleção aconteceu por meio do histórico escolar e não por uma prova específica. 

Unifap

Na universidade federal a não adesão pelo Sisu foi provocada pela demora na conclusão do preenchimento da maioria das vagas ofertadas pela instituição nessa modalidade.

Como o Sisu tem maior abrangência nacional, muitos aprovados nas primeiras chamadas não compareciam para matrícula, obrigando a Unifap a realizar diversas convocações públicas.

Desde 2013, a instituição oferta 50% das vagas pelo Sisu e 50% via processo seletivo da instituição, que também utilizava as notas do Enem.

A proposta para 2021 é preencher todas as vagas pelo processo seletivo usando as notas do Enem 2020, previsto para ser lançado em junho após apreciação pela Câmara Técnica de Ensino Superior.

"O objetivo é fazer a unificação do processo de seleção e com essa unificação a gente deixa de aderir ao Sisu e o processo de seleção da Unifap passa a assegurar 100% por meio do processo seletivo da Unifap, que continua usando as notas do Enem, só que as vagas agora são 100% via PS", explicou Nalimilson Pinheiro, coordenador de ensino e pró-reitor substituto da Pró-Reitoria de Graduação (Prograd).

A Unifap acrescenta ainda que a unificação garante maior autonomia à instituição, inclusive podendo montar um calendário único de início das aulas, até então, previstas para setembro aos novos aprovados.

"Não há implicação para os candidatos, ele segue sendo feito pelas notas do Enem. Segue sendo feito totalmente eletrônico, qualquer pessoa do país pode participar", completou.

Campus do Instituto Federal do Amapá, em Santana — Foto: Jorge Abreu/G1

Sisu

O Sistema de Seleção Unificada foi aberto na sexta-feira (5) para consulta de vagas nas instituições de ensino. Para o 1º semestre de 2021, são 209.190 vagas em 5,6 mil cursos de graduação em 24 estados e o Distrito Federal, de acordo o Portal Nacional da Educação (PNE).

O candidato poderá ter acesso ao número de vagas por curso e às regras de cada universidade, como as notas mínimas exigidas ou o regulamento para cotas sociais. As inscrições só ocorrerão de 6 a 9 de abril. 

Cronograma

  • Inscrições: de 6 a 9 de abril
  • Resultado da chamada única: 13 de abril
  • Matrícula ou registro acadêmico: de 14 a 19 de abril
  • Manifestação de interesse em participar da lista de espera: de 13 a 19 de abril

Por John Pacheco, G1 AP — Macapá

Veja mais notícias sobre AmapáEducação.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Terça, 13 Abril 2021

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://portalamazonia.com/