Sidebar Menu

Manaus 30º • Nublado
Quinta, 26 Novembro 2020

Unicamp divulga edital do Vestibular Indígena 2021, com novos cursos; provas em São Gabriel da Cachoeira e Tabatinga

indigena-1

Na terceira edição da modalidade de ingresso Vestibular Indígena Unicamp, oferecida a estudantes indígenas de todo o país, a Unicamp vai oferecer 88 vagas, para entrada no segundo semestre de 2021. As inscrições são gratuitas e poderão ser feitas exclusivamente no site da Comissão Permanente para os Vestibulares da Unicamp (Comvest), no período de 10 de dezembro de 2020 a 31 de janeiro de 2021.


O Edital com as regras e vagas por curso está disponível na página da Comvest (www.comvest.unicamp.br), bem como o calendário completo do processo. Para 2021, houve a inserção de dois novos cursos: Ciência da Computação e Engenharia de Computação. Já os cursos de Ciências Biológicas, Enfermagem e Farmácia não abriram vagas para essa edição.

Unicamp vai oferecer 88 vagas, para entrada no segundo semestre de 2021. (Foto:Divulgação/Unicamp)

Os candidatos deverão comprovar que pertencem a uma das etnias indígenas do território brasileiro, por meio da documentação especificada no Edital, a ser entregue no dia da prova do vestibular. Outro pré-requisito é que os candidatos tenham cursado o ensino médio integralmente na rede pública (municipal, estadual, federal), ou em escolas indígenas reconhecidas pela rede pública de ensino ou tenham obtido a certificação do ensino médio pelo ENEM ou exames oficiais (por exemplo, o Enceja) e não tenham cursado nenhum período do ensino médio na rede particular. Caso sejam aprovados no vestibular, os estudantes deverão comprovar as exigências, apresentando no ato da matrícula toda a documentação exigida.

Nessa edição do Vestibular Indígena, a Comvest irá aplicar a prova nas mesmas seis cidades do vestibular passado: Bauru (SP), Campinas (SP), Caruaru (PE), Dourados (MS), São Gabriel da Cachoeira (AM) e Tabatinga (AM). O exame será realizado no dia 11 de abril de 2021 (seguindo o horário local). A prova será em língua portuguesa, composta de questões de múltipla escolha e uma Redação, da seguinte maneira: Linguagens e códigos (14 questões); Ciências da Natureza (12 questões); Matemática (12 questões); Ciências Humanas (12 questões); e uma Redação.


O programa de estudos para a prova já está disponível no Edital, na página da Comvest. Os candidatos ao curso de Licenciatura em Música, além das provas acima, deverão realizar a Prova de Habilidades Específicas em Música, com o envio eletrônico de vídeos. O ingresso dos aprovados ocorrerá em agosto de 2021.

Histórico

Na primeira edição do Vestibular Indígena Unicamp, realizada para o ingresso em 2019, a Comvest registrou 611 inscritos, que disputaram as 72 vagas oferecidas. Foram matriculados 64 estudantes, de 23 etnias do Brasil. Na segunda edição, realizada no ano passado, o número de inscritos subiu para 1.675, na disputa por 96 vagas, e foram matriculados 85 estudantes.

Veja mais notícias sobre EducaçãoNotícias.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Quinta, 26 Novembro 2020

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://portalamazonia.com/