Manaus 30º • Nublado
Sábado, 25 Junho 2022

Confusão de horários e trânsito são as justificativas de atrasados para o Enem na Amazônia

Confusão de horários e trânsito são as justificativas de atrasados para o Enem na Amazônia
Depois que os portões se fecham, só resta o lamento. Esta é a realidade para as dezenas de candidatos do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) que não chegaram a tempo para o primeiro dia de provas, neste sábado (5). Em diversos Estados da Amazônia Legal a principal justificativa para o atraso foi a confusão com o fechamento dos portões em função do horário de verão. Outro fator citado pelos estudantes é o congestinamento e precariedade de transporte para chegar nas escolas.

Em todo o Amazonas forma 212.656 inscritos, 55.921 mil candidatos a mais que em 2015. Em Manaus, os portões fecharam às 11h (13h, em Brasília). Apesar de muitos candidatos estarem nos locais de prova com até três horas de antecedência, alguns não chegaram a tempo, como o estudante Caetano Adão. "Passei mais de uma hora na parada esperando e quando cheguei aqui com quase dois minutos ainda e falaram que eu não podia entrar mais", contou. Ele buscava uma vaga no curso de Direito e iria fazer o exame pela primeira vez.

Dados do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) mostram que dos 61.147 mil candidatos do Enem no Acre, 6.305 devem fazer as provas para concluir o ensino médio. Em 2015, o Inep contabilizou 56.244 candidatos no estado. O Estado é o único no país em que os portões abrem às 9h e fecham às 10h, no horário local. Em Roraima 24.031 pessoas devem fazer as provas neste sábado (5).

Em Rondônia, outro problema foi mencionado: uma estudante de Ji-Paraná (RO) perdeu o Exame por ir ao local de prova errado. De acordo com Marina da Silva Pinheiro, ela tinha certeza que faria a prova na Escola Júlio Guerra, mas ao chegar no local descobriu que o nome não estava na lista. "Olhei por duas vezes o cartão e no site do Inep dizia que eu faria a prova no Júlio Guerra. Cheguei aqui e meu nome não estava na lista. Vou voltar para casa e conferir de novo, se o erro for meu, eu aceito, mas se for do Inep eu irei atrás dos meus direitos", afirma Marina. Mais de 100 mil estudantes devem fazer o Enem em Rondônia.

No Tocantins, os horários do Enem foram ajustados conforme o horário de verão, por isso os portões abriram às 11h e fecharam ao meio-dia. Alguns jovens chegaram mais cedo para conferir o nome na lista e evitar contratempos.  No estado, mais de 70 mil estudantes farão as provas nos 31 municípios.

No Amapá foram 65.623 candidatos inscritos, um aumento de 15% em relação a 2015, quando 55.686 realizaram o exame. O crescimento dos candidatos no Amapá ficou maior que a média nacional que fechou em 9,42%. De acordo com a Secretaria de Estado de Educação (Seed), as cidades de Macapá e Santana  são as que têm o maior número de candidatos, somando 9.403 inscritos. A secretaria completa que 12.262 estudantes da rede pública farão as provas durante o fim de semana.

Ocupações

O Maranhão tem um dos maiores números de inscritos: 327.801. No entanto, 3.676 foram prejudicados por ocupações em locais que seriam utilizados para a realização das provas. Em Mato Grosso, foram 163 mil candidatos inscritos para fazer as provas. Apenas em Cuiabá, foram 47.015. Por conta das ocupações, em Rondonópolis, a 218 km da capital, 624 candidatos deverão prestar o exame apenas nos dias 3 e 4 de dezembro.

Escolas que estavam em lista de adiamento do Enem no Pará tiveram prova aplicada. O Inep reconheceu o erro e garantiu que os alunos poderão fazer em 3 e 4 de dezembro. O caso aconteceu em Santarém, no prédio 2 da Unidade Amazônia da Universidade Federal do Oeste do Pará (Ufopa). Estudantes inscritos para fazer a prova no local disseram que receberam a informação de que o exame seria adiado, mas receosos, decidiram ir até a universidade. O estado conta com 471.947 inscritos.

Ao todo, segundo o MInistério da Educação (MEC), o Enem foi adiado para 271.033 candidatos afetados pelas ocupações no país que são contra a PEC 241 (teto dos gastos) e a reforma do ensino médio.

Gabaritos

Neste sábado são aplicadas questões de Ciências humanas (45) e Ciências da natureza (45). No domingo (6), os candidatos responderão 45 questões de linguagens e códigos e 45 de matemática, além da redação.

Os gabaritos das provas serão divulgados na quarta-feira (9), segundo comunicado divulgado na tarde desta sexta-feira (4) pelo Inep. O Enem é uma das formas de seleção de alunos para a Universidade Federal do Amazonas (Ufam) e Instituto Federal do Amazonas (Ifam).

*Colaborou Walter Corrêa, da CBN Amazônia Manaus

Veja mais notícias sobre Educação.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Sábado, 25 Junho 2022

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://portalamazonia.com/