Manaus 30º • Nublado
Domingo, 27 Novembro 2022

Estatal venezuelana ameaça cortar fornecimento de energia a Roraima

Estatal venezuelana ameaça cortar fornecimento de energia a Roraima
Roraima é o único estado do Brasil que ainda não é interligado ao sistema elétrico nacional, e quem fornece energia é a estatal venezuelana Corpoelec, que ameaça o governo brasileiro de corte no fornecimento de energia caso a dívida de R$ 30 milhões de dólares não seja paga.
Foto:Reprodução/Rede Amazônica
Segundo o G1 Roraima e o jornal Valor Econômico, a Corpoelec, deu um prazo de 90 dias para receber a dívida. Um ofício com a cobrança teria sido enviado a União em junho deste ano.

Roraima recebe energia da Venezuela por meio do Linhão de Guri, a pelo menos 17 anos, e o sistema não é dos melhores. Só em 2018 foram 36 blecautes.

A Eletronorte informou que está negociando uma solução, inclusive com a ajuda do Itamaraty. Segundo eles, o que impediu o pagamento não foi falta de dinheiro, mas a maneira como esse pagamento tem de ser feito.

As dificuldades, segundo o Valor Econômico, estariam relacionadas " às sanções econômicas aplicadas contra Caracas pelo governo de Donald Trump".

O banco em que a estatal venezuelana tem conta teria se recusado a receber a ordem de pagamento do Brasil, supostamente por receio de sofrer punição do Federal Reserve, que é o Banco Central dos Estados Unidos.

A solução para resolver a instabilidade energética de Roraima seria a construção do linha de transmissão Manaus - Boa Vista no chamado linhão de Tucuruí. As obras, porém, precisam do aval de índios Waimiri-Atroari, e o caso tramita no Supremo Tribunal Federal (STF).

Veja mais notícias sobre Economia.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Domingo, 27 Novembro 2022

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://portalamazonia.com/