Sidebar Menu

Manaus 30º • Nublado
Quarta, 15 Julho 2020
chatbot-health-tech

Curso de Qualificação de Merendeiras abre nova turma em Manaus

Curso de Qualificação de Merendeiras abre nova turma em Manaus
Uma nova turma do curso de capacitação voltado para as merendeiras que atuam na rede de ensino público do Estado abre na próxima segunda-feira (19), na Agência de Desenvolvimento Sustentável do Amazonas (ADS). O curso pertence ao Programa de Regionalização da Merenda Escolar (Preme) e tem o objetivo de qualificar as profissionais para o uso de produtos regionais na merenda escolar de alunos em todo o Amazonas. Atualmente somam mais de 900 servidoras.
O curso é realizado em parceria com o projeto Mesa Brasil, vinculado ao Serviço Social da Indústria (SES). As merendeiras são responsáveis pelo preparo da merenda nas escolas e com o curso serão capacitadas para utilizar as melhores formas no preparo de pratos servidos nas unidades de ensino para os alunos. Esse já é o quarto treinamento na capital e vai qualificar merendeiras  da Secretaria Estadual de Educação do Amazonas (Seduc).
Para o diretor-presidente da ADS, Lissandro Breval, o início de mais uma turma de capacitação dessas profissionais é a clara demonstração de quanto a iniciativa tem dado certo. “Nosso objetivo é capacitar todas essas profissionais, que são importantes nesse processo de qualidade na alimentação dos alunos da rede pública estadual. A cada treinamento temos a certeza de quanto estamos contribuindo nesse processo que beneficia tantos alunos”, destacou Breval.
A ADS, atualmente, é responsável pela contratação de cooperativas regionais e repasse rotineiro dos itens alimentícios às escolas do Estado. Somados aos produtos perecíveis, mais de 50 itens regionais compõem a merenda escolar da rede de ensino na capital e interior.

Prazo

A supervisora operacional Elke Gondim explica que todas as 946 merendeiras da capital serão qualificadas até o mês de novembro, atendendo assim os sete Distritos da Seduc em Manaus. “Por meio dos cursos queremos proporcionar maior qualidade de saúde para os alunos. A finalidade é oferecer treinamento na questão de higiene, bem como na manipulação dos aimentos, ou seja, melhorar a qualidade da comida feita por essas merendeiras”, ressaltou Elke. 
Atualmente somam mais de 900 servidoras. Foto: Divulgação/ADS
O treinamento que tem início no próximo dia 19, deve qualificar 85 merendeiras. Será ministrado de segunda à sexta de 8h às 12h e 14h às 18h, na Escola Estadual Eldah Bitton Telles da Rocha, bairro Compensa.

Os alimentos oferecidos nas escolas são adquiridos através de 15.600 produtores credenciados em todo o Estado, por meio de associações, cooperativas e na modalidade individual, gerando renda de R$ 232 milhões até 2015.

Veja mais notícias sobre Economia.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Quarta, 15 Julho 2020

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://portalamazonia.com/

No Internet Connection