Corujinha-do-xingu

O nome científico da espécie, inclusive, é uma homenagem à irmã Dorothy Mae Stang, assassinada em 2005 e incansável defensora da Amazônia e de seus povos tradicionais 

Batizada de corujinha-do-xingu, a Megascops stangiae faz parte do gênero Megascops, o mais diverso das Américas, e tem entre 20 e 25 centímetros de comprimento.

Foto: Kleiton Silva

Seu habitat está distribuído entre os rios Tapajós e Tocantins, entre os estados do Pará, Mato Grosso e Tocantins. Apesar de sua área de ocorrência se encontrar numa região de unidades de conservação e territórios indígenas, a corujinha-do-xingu corre riscos, com o avanço da pressão pela derrubada da floresta no chamado Arco do Desmatamento,

O nome científico da espécie, inclusive, é uma homenagem à irmã Dorothy Mae Stang, assassinada em 2005 e incansável defensora da Amazônia e de seus povos tradicionais.

Publicidade
Publicidade

Relacionadas:

Mais acessadas:

Projeto auxilia produção de algodão agroecológico em Mato Grosso

De acordo com pesquisador, a estruturação desta cadeia produtiva representa a possibilidade de produzir peças com fibras responsáveis, deixando um impacto positivo.

Leia também

Publicidade