Manaus 30º • Nublado
Quinta, 20 Janeiro 2022

Terremoto de 7,5 no Peru é sentido na Amazônia

MANAUS - Tremores foram sentidos em estados da Amazônia no início da noite desta terça-feira (24) reflexos do terremoto de 7.5 na Escala Richter registrado na cidade de Iberia, no Peru. De acordo com o Serviço Geológico dos Estados Unidos (USGS), o sismo aconteceu há 570 quilômetros de profundidade. No Amazonas e no Acre há relatos de prédios evacuados e tumultos.
Tremor atingiu a cidade de Iberia (marcada no mapa). Foto: Reprodução/Google Maps Ainda de acordo com o USGS, o terremoto aconteceu perto da fronteira com o Brasil. O tremor foi muito profundo, a 570 quilômetros abaixo do solo, em uma região florestal da Amazônia. O epicentro foi localizado 300 quilômetros a noroeste da cidade peruana de Puerto Maldonado.
Alunos de uma faculdade particular correm para a rua. Foto: Vitor Brandão/CedidaVários bairros da cidade de Manaus sofreram com o tremor por volta de 19h. De acordo com o Corpo de Bombeiros, há chamadas de todas as zonas da capital do Amazonas. Dois prédios da Faculdade Martha Falcão|DeVry foram evacuados. A recomendação foi do Corpo de Bombeiros. Assustados, alunos em prova saíram correndo de dentro dos prédios.

Após finalizar uma avaliação semestral, o universitário Mário Picanço e alguns colegas sentaram nos corredores da UniNorte Laureate quando um pequeno abalo assustou os universitários. "Estava encostado na parede e senti um pequeno tremor, não dei importância. Mas depois aconteceu novamente e vi algumas pessoas descendo as escadas correndo. Quando dei por mim haviam várias pessoas na rua assustadas", disse.

 Veja vídeo do tumulto em Manaus

Eu só queria fazer minha prova em paz

Um vídeo publicado por Izabel Santos (@_izabelsantos_) em

O geólogo da Universidade Federal do Amazonas (Ufam), João Carvalho, foi um dos que não sentiu o tremor em Manaus. "Estou sabendo agora", disse à reportagem do Portal Amazônia. "Eu não li nada e não tive acesso às informações, mas esses tremores subsequentes devem ser réplicas do tremor maior. Só vamos ter certeza depois, pois não é simples manipular esses dados", explica. Ele acrescenta que as réplicas podem continuar ocorrendo por dias e até meses.Em nota, o prefeito de Manaus, Arthur Virgílio falou sobre o tremor que atingiu a cidade. "Parte de Manaus, hoje, viveu um certo pânico. Parecia mesmo o anúncio de um terremoto, fato impensável. Felizmente, tudo não passou de um susto", disse.

Artur continuou o desabafo e alertou as gerações futuras. "Um amigo me fez a indagação: “antigamente tinha terremoto no Peru e nenhuma onda chegava no Brasil. Será que o clima não está mexido demais e isso vai desequilibrando toda a vida do planeta?”. Sinceramente, não tenho conhecimentos científicos para afirmar nada disso. Mas me ponho a refletir e a desejar que as gerações atuais não sejam crueis e irresponsáveis, em relação às que estão por vir, persistindo em olvidar que a natureza, se agredida, reagirá sempre muito vigorosamente. Na luta do homem contra o essencial da natureza, esta sairá sempre vencedora. Sobre tal perspectiva, não tenho nenhuma dúvida", finalizou.De acordo com o jornalista Ingresson Derze, na capital do Acre, Rio Branco, o tremor também foi sentido. "Aqui foi sentido no final da tarde. Alguns prédios públicos como a prefeitura e a Secretaria de Saúe, os funcionários sentiram o tremor e os mesmos foram evacuados imediatamente. Mas onde houve mais tensão foi em uma faculdade na cidade, onde alunos saíram correndo, derrubando uns aos outros", relatou Derze.Em Rondônia, o município de Guajará Mirim também foi atingido. "Acabei de falar com minha mãe, ela me confirmou [que sentiu o tremor]. Disse que não foi tão forte comparado ao que aconteceu na cidade uma vez. Tem algumas pessoas aqui de Guajará que estão postando no WhatsApp que sentiram também", relata a jornalista Leidy Melo acrescentando que não sentiu o tremor.Em Manaus, o operador de som Alisson Peixoto, natural de Eirunepé, no interior do Amazonas, disse que seus familiares residentes na sua cidade Natal relataram ter sentido o tremor.Na Amazônia Legal, até o momento, foram confirmados tremores em 14 cidades em três Estados. Em Rondônia, as cidades que sentiram o tremor foram Jamari, Porto Velho, Alto Paraíso, Rio Crespo, Ariquemes, Nova Mamoré. No Acre foram Rio Branco, Cruzeiro do Sul, Tarauacá, Sena Madureira, Xapuri e Santa Rosa do Purus. No Amazonas há relatos em Eirunepé e Manaus.

Veja mais notícias sobre Cidades.

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Quinta, 20 Janeiro 2022

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://portalamazonia.com/