Sidebar Menu

Manaus 30º • Nublado
Quarta, 21 Abril 2021

Operação 'La Muralla' combate tráfico internacional de drogas na Amazônia

MANAUS - A Polícia Federal (PF) deflagrou na manhã desta sexta-feira (20) a Operação "La Muralla" para desarticular uma organização criminosa transnacional que atuava principalmente no tráfico internacional de drogas. Ao todo estão em cumprimento 269 mandados judiciais no Amazonas, Roraima, Ceará, Rio de Janeiro e Rio Grande do Norte e quatro países da Amazônia Internacional.Cerca de 700 homens das polícias federal, militar e civil cumprem 127 mandados de prisão preventiva, 67 mandados de busca e apreensão e 7 buscas em presídios estaduais. Além disso, também cumprem 68 medidas de sequestro de bens e o bloqueio de ativos registrados em 173 CPF/CNPJ ligados a integrantes da organização criminosa. Todos determinados pela Justiça Federal no Amazonas.Além de tráfico de drogas, a organização também está envolvida em tráfico de armas, lavagem de dinheiro, evasão de divisas, roubo, homicídios, sequestro, tortura e corrupção de agentes públicos. As ações estão em curso nas cidades de Manaus (AM), Tonantins (AM), Tabatinga (AM), Crateús (CE), Caucária (CE), Fortaleza (CE), Natal (RN), Boa Vista (RR) e Rio de Janeiro (RJ). A operação também conta com cooperação internacional através da Interpol que efetuará prisões no Peru, Colômbia, Venezuela e Bolívia.
Dentre os alvos, 17 serão transferidos para o Regime Disciplinar Diferenciado (RDD) em penitenciárias federais por praticaram atos ilícitos no interesse da organização criminosa. Também serão presos sete advogados e um vereador da cidade de Tonantins.Investigação
A investigação que culminou na operação teve início em abril de 2014 com a apreensão de R$ 200 mil, em espécie, pela Polícia Federal no Amazonas. Na ocasião, durante ação no rio Solimões, uma lancha de propriedade do grupo foi apreendida com o dinheiro ocultado no interior de um aparelho de ar condicionado. A carga tinha como destino fornecedores de drogas que atuam na tríplice fronteira entre Brasil, Colômbia e Peru.Durante as investigações a Polícia Federal conseguiu revelar como se estruturava uma facção criminosa que atua no sistema prisional do Estado do Amazonas, autointitulada Família do Norte (FDN). Os criminosos se organizam de forma similar às facções criminosas que dominam os sistemas prisionais nos Estados de São Paulo e Rio de Janeiro.
A organização se utilizava de meios tecnológicos avançados para a realização de "negócios" com outras organizações criminosas, nacionais e internacionais.
Somente nos últimos seis meses de investigação foram realizadas 11 grandes apreensões de drogas pertencentes à FDN, que resultaram em 27 prisões em flagrante e na apreensão de aproximadamente 2,2 toneladas de drogas. Houve ainda a apreensão de dinheiro, veículos, embarcações e armas de fogo de grosso calibre, incluindo submetralhadoras 9mm e granadas de mão.
Os presos serão ouvidos na Superintendência da PF em Manaus e recolhidos em presídios estaduais e federais. Todos responderão, na medida de suas participações, pelos crimes de tráfico internacional de drogas, tráfico de armas, lavagem de dinheiro, evasão de divisas, roubo, corrupção, homicídio,  sequestro, tortura e outros crimes conexos.

Veja mais notícias sobre Cidades.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Quarta, 21 Abril 2021

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://portalamazonia.com/