Sidebar Menu

Manaus 30º • Nublado
Sexta, 25 Setembro 2020

Manaus e Cuiabá recebem mais de 200 venezuelanos transferidos de Roraima

Manaus e Cuiabá recebem mais de 200 venezuelanos transferidos de Roraima
Foto:Reprodução/Rede Amazônica
Foi concluída na tarde desta terça-feira (4) a sétima etapa do programa federal de interiorização dos venezuelanos que ingressaram no Brasil. Nesta fase, mais de 200 imigrantes foram transferidos de Boa Vista, em Roraima, para Manaus (AM) e Cuiabá (MT). A capital do Amazonas recebeu o maior contingente de venezuelanos, com 180 imigrantes. Já os 24 restantes desembarcaram na capital do Mato Grosso.

A maior parte destes venezuelanos ingressou no Brasil pelo estado de Roraima fugindo da crise do país vizinho.

Assim como nas outras etapas de interiorização, o deslocamento dos imigrantes foi feito pela Força Aérea Brasileira (FAB).

Nesta quinta-feira (5), mais 217 venezuelanos sairão de Boa Vista em voos da FAB, sendo que quatro imigrantes serão levados para o Distrito Federal, 88 para São Paulo e 125 para a cidade de Esteio, no Rio Grande do Sul.

A previsão é que a aeronave deixe a capital de Roraima às 8h (horário local) e pouse em Brasília às 12h30, na Base Área.

Em São Paulo, a aeronave deve pousar às 16h30 no Aeroporto de Guarulhos, e em Porto Alegre, o voo deve chegar às 19h30 no Aeroporto Salgado Filho. De lá, os imigrantes serão levados em ônibus do Exército para Esteio.

O ministro do Desenvolvimento Social, Alberto Beltrame, acompanhará o deslocamento dos venezuelanos.

Até o fim de setembro, o governo federal, com o apoio de agências da Organização das Nações Unidas (ONU), pretende transferir de Roraima para outros estados cerca de 400 venezuelanos por semana. Desde abril, foram interiorizados 1.303 imigrantes. Todos passaram por exames de saúde e estão documentados.

A adesão ao programa de interiorização é voluntária. Uma vez identificados os imigrantes que desejam ser transferidos, as agências da ONU e o governo federal articulam a logística de deslocamento e acolhida pelas autoridades locais e coordenadores de abrigos dos estados. O acolhimento dos imigrantes inclui atendimento de saúde, acesso a escolas e cursos profissionalizantes.

Veja mais notícias sobre Cidades.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Sexta, 25 Setembro 2020

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://portalamazonia.com/