Manaus 30º • Nublado
Terça, 25 Janeiro 2022

Crianças continuam desaparecidas após naufrágio no AM

Crianças continuam desaparecidas após naufrágio no AM
Duas crianças continuam desaparecidas após naufrágio de embarcação que aconteceu na tarde de quinta-feira (9), no município amazonense de Nova Olinda do Norte, distante 135 km de Manaus. O Corpo de Bombeiros do Amazonas segue realizando o trabalho de buscas das duas vítimas nesta sexta-feira (10). Ao todo, 21 pessoas estavam na lancha, que fazia o transporte de passageiros da cidade de Autazes, distante 108 km da capital, para o município de Borba. As informações são do G1 Amazonas.

Buscas por desaparecidos continua nesta sexta-feira, 10 (Foto:Divulgação/Defesa Civil Nova Olinda do Norte)
De acordo com a Defesa Civil, logo após deixar o porto, o motor da embarcação teve pane e a correnteza do Rio Madeira levou a lancha para debaixo da balsa do Terminal Hidroviário.

De acordo com informações da Polícia Militar (PM), divulgadas por volta das 15h, cinco pessoas foram resgatadas e existem 12 vítimas desaparecidas, entre elas crianças.

No início da noite, a Secretaria de Saúde do município informou que a lancha que afundou no Rio Madeira fazia transporte de passageiros e tinha capacidade para 24 pessoas.

Buscas por desaparecidos

Equipes da Marinha do Brasil e do Corpo de Bombeiros foram enviadas ao local do naufrágio no começo da tarde desta quinta-feira (9) para fazerem buscas pelos desaparecidos. Segundo informações da Marinha, uma equipe da Inspeção Naval foi deslocada  para apurar as informações recebidas e dar apoio necessário.

"O Comando autorizou, ainda, o deslocamento da aeronave de serviço do 3º Esquadrão de Helicópteros de Emprego Geral com uma equipe médica embarcada para o esclarecimento da área, tendo em vista que o município fica distante de Manaus cerca de 120 milhas náuticas", cita em nota.

Ao todo, 19 vítimas foram resgatadas e levadas para o Hospital Dr. Galo Manoel Ibanez, no município, até o início da noite de quinta. Duas crianças de sete e outra de 1 ano e 8 meses continuam desaparecidas.

Veja mais notícias sobre Cidades.

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Terça, 25 Janeiro 2022

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://portalamazonia.com/