Manaus 30º • Nublado
Quinta, 02 Dezembro 2021

Corpo de Bombeiros alerta sobre os cuidados com fogos de artifício

Corpo de Bombeiros alerta sobre os cuidados com fogos de artifício
A procura por fogos de artifício como bombinhas, estalinhos ou pistolas aumenta durante o período junino e com a proximidade do início da Copa do Mundo. Para prevenir acidentes, o Corpo de Bombeiros do Pará dá algumas dicas sobre como utilizar esses artefatos e realiza fiscalizações nos estabelecimentos que comercializam esses produtos. As vistorias são feitas durante o ano todo, mas no período da festas de São João e nos bares que irão realizar a cobertura dos jogos do mundial, esse trabalho será reforçado.

“Com a quantidade de artefatos explosivos, o Corpo de Bombeiros, mediante os serviços de atividades técnicas, aumenta e potencializa as vistorias nos locais que poderão haver uma maior quantidade de público e consequentemente a utilização de fogos de artifícios. Evitem o uso de artefatos em bares para que não aconteça algum tipo de acidente", orienta o capitão Raimundo Moura.
Foto: Reprodução/Shutterstock

Nas vistorias, os agentes observam as medidas de segurança destes locais, como: a saída de emergência, a sinalização, iluminação, os extintores e como são armazenados os artefatos. “O Corpo de Bombeiros avalia no que tange a segurança contra incêndio e emergência", completou o capitão.

Atenção redobrada

A primeira coisa a se constatar na compra de fogos de artifício é se o estabelecimento tem o certificado de licença emitido pelo Corpo de Bombeiros ou pelo Exército Brasileiro, responsáveis por esse controle. A data de validade dos artefatos, as informações do fabricante e as orientações para que se evite acidentes também são fundamentais na hora da compra, além das limitações do produto contidos na embalagem e o selo do Inmetro.

É preciso estar atento, porque o uso incorreto desses objetos pode ocasionar incidentes, como queimaduras ou até ferimentos fatais. O consumo de bebida alcoólica associado à manipulação de fogos de artifício é outra preocupação dos Bombeiros. É considerado extremamente arriscado soltar fogos se a pessoa estiver tomando medicamento controlado, ou se tiver ingerido bebida alcoólica, pois não estará com equilíbrio emocional necessário para a prática.

Em caso de acidentes

A cada 10 pessoas que soltam fogos, uma acaba se acidentando. Em caso de queimaduras, a vítima deve solicitar uma viatura resgate por meio do serviço 192 ou 193. Para aliviar a dor, recomenda-se mergulhar a parte queimada em água corrente e não utilizar produtos como creme dental, manteiga, entre outros. O auxílio médico precisa ser solicitado com urgência. Em casos de estabelecimentos irregulares, a denúncia pode ser feita no número: 3272-7350.

Veja mais notícias sobre Cidades.

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Quinta, 02 Dezembro 2021

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://portalamazonia.com/