Manaus 30º • Nublado
Segunda, 29 Novembro 2021

Conheça quatro curiosidades sobre a cidade de Cuiabá, capital do Mato Grosso

Capital do Mato Grosso, a cidade de Cuiabá comemora nesta quinta-feira (8) o aniversário de 302 anos desde seu descobrimento, em 1819. Descoberta por bandeirantes, Cuiabá ganhou esse nome em homenagem ao rio Cuiabá, que banha a cidade. Há diversas controvérsias em relação à origem do nome Cuiabá, mas é inegável a origem indígena do termo. 

Confira abaixo algumas curiosidades sobre Cuiabá:

Foto: Nara Assis/Secom-MT

Cidade verde

Também conhecida como cidade verde, Cuiabá já foi a capital mais arborizada do país, famosa pelos quintais com mangueiras e cajueiros. 

Apesar de com o passar do tempo a arborização ter diminuído na cidade, o título ficou famoso. Atualmente, o índice de arborização de Cuiabá é de 39,6%

Foto: Divulgação/Câmara Municipal de Cuiabá

Centro geodésico

A cidade de Cuiabá está localizada no eixo central da América do Sul, o chamado centro geodésico do continente. Isso quer dizer que a capital está situada exatamente na área central que divide o continente.

Para marcar o local foi construído ainda no ano de 1909 um marco simbólico de alvenaria pelo artesão Júlio Caetano onde foi gravado as coordenadas geográficas do local.

Mais tarde foi erguido por sobre o marco original um obelisco de aproximadamente 20 metros de altura todo revestido em mármore branco. Este obelisco foi erguido de forma a preservar o marco original, o qual se encontra hoje protegido por vidros, sendo plenamente visível.

Foto: Marcos Vergueiro/Secom

Três biomas

Capital do Mato Grosso, a cidade também se localiza na confluência entre três dos principais biomas brasileiros: a Amazônia, o Cerrado e o Pantanal.

A poucos quilômetros da área urbana da capital, é possível encontrar espaços da Chapada dos Guimarães e os rios do Pantanal. Oficialmente, todo o estado do Mato Grosso faz parte da Amazônia Legal brasileira.

Foto: Divulgação

Museu de bonecas e brinquedos

Nos anos 50 e 60 as crianças não tinham tantos brinquedos como as de hoje, e esse foi um dos motivos que levaram a cuiabana Terezinha Barros a se tornar uma colecionadora de bonecas. Construído com recursos próprios, o museu é o único do gênero no país.

No museu estão expostas bonecas, como a Shirley Temple, atriz mirim que fez muito sucesso em filmes musicais da década de 40, a boneca da Yeda Maria Vargas, a brasileira eleita primeira Miss Universo, bonecas consideradas raras e de diferentes épocas, entre elas, da Carmem Miranda e o primeiro modelo da Barbie, lançado em 1959.

Veja mais notícias sobre Cidades.

 

Comentários: 1

Fabiano em Domingo, 14 Novembro 2021 07:32

Poderia ser retomada a arborização da nossa capital, mesmo que a longo prazo, seria vital para diminuição da temperatura em determinados pontos, sem falar na ajuda na produção de oxigênio, talvez utilizar o espaço do nosso ELEFANTE BRANCO o VLT, como inicio e mudar aquela aparecia feia de obra inacabada.

Poderia ser retomada a arborização da nossa capital, mesmo que a longo prazo, seria vital para diminuição da temperatura em determinados pontos, sem falar na ajuda na produção de oxigênio, talvez utilizar o espaço do nosso ELEFANTE BRANCO o VLT, como inicio e mudar aquela aparecia feia de obra inacabada.
Visitante
Segunda, 29 Novembro 2021

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://portalamazonia.com/