Sidebar Menu

Manaus 30º • Nublado
Quinta, 21 Janeiro 2021

Após ataques, ônibus param de circular em Manaus

Após ataques, ônibus param de circular em Manaus
O Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Estado do Amazonas (Sinetram) decidiu retirar a frota de coletivos das ruas de Manaus (AM) mais cedo na noite desta quinta-feira (23). Os ônibus da cidade retornaram para as garagens às 22h. O motivo da paralisação foi uma série de ataques contra ônibus em algumas áreas da cidade.
Passageiros disputam vaga em ônibus. Foto: Ronaldo Pessoa/Cedida
ExplicaçõesO Sinetram, realizou ainda na quinta, uma coletiva para explicar os motivos que levaram o órgão a enviar os ônibus para as garagens. “Tivemos algumas ocorrências de vandalismo contra os ônibus, uma delas com perda total do veículo. Uma das pessoas presas portava um galão de gasolina, ou seja, não é uma coisa de ocasião. As empresas estão tentando manter a operação, mas os trabalhadores estão preocupados e muitos estão se recusando a continuar em operação”, explicou o assessor jurídico do órgão, Fernando Borges.Para Borges, as empresas de ônibus ficaram em uma situação complicada e não podiam obrigar o empregado a operar em uma situação de risco, ao mesmo tempo, o Sinetram buscou alternativas para as pessoas que estavam nas ruas da cidade. “Há uma dificuldade grande das empresas quando existe risco de atitudes irracionais. É complicado dar uma ordem para uma pessoa que está com medo, principalmente em lugares mais distantes. Estamos tentando ao máximo para fazer com os nossos colaboradores mantenham a calma”, disse.

Durante a paralisação a Prefeitura de Manaus se pronunciou e afirmou que tomou medidas para evitar maiores transtornos para os usuários do sistema de transporte coletivo. Segundo a nota, a Superintendência Municipal de Transportes Urbanos (SMTU), liberou, ônibus alternativos e executivos, como medida emergencial para recolher a população.
Passageiros invadem a Avenida Getúlio Vargas, no Centro de Manaus. Foto: Ronaldo Pessoa/Cedida


Segundo informações do Centro Integrado de Operações de Segurança (CIOPS) um dos coletivos da linha 500 foi incendiado no conjunto Galileia, Cidade Nova, zona Norte de Manaus. Outra informação, segundo o Coordenador do Ciops no bairro Redenção um homem foi detido quando tentava atear fogo a outro coletivo. Ele está detido e sendo ouvido pelo delegado plantonista do 10º DIP e a Polícia esta investigado o caso.
Ônibus da Sejus pega passageiros. Foto: Júnior Freitas/Cedida
Situação dos passageiros na Avenida Djalma Batista. Foto: Júnior Freitas/Cedida
Parte da Constantino Nery ficou vazia durante a paralisação. Foto: Júnior Freitas/Cedida
Área próxima ao Terminal 1. Foto: Izabel Santos/Portal Amazônia

Veja mais notícias sobre Cidades.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Sexta, 22 Janeiro 2021

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://portalamazonia.com/