Manaus 30º • Nublado
Terça, 28 Setembro 2021

Agenor, Agostinho e Léo fazem mistura de indie com brega pop em novo clipe

Um mergulho na cultura e mitologia indígenas em forma de indie, pop e alternativo surge em "Juruparylson", faixa que antecipa o disco de estreia do projeto manauara Agenor, Agostinho e Léo. Inspirada nas etnografias e cosmologias dos povos do Alto Rio Negro, no noroeste amazônico, a canção conta a história de um descendente punk do deus indígena Jurupary em uma animação com clima de colagem. O single está disponível em todas as plataformas de música digital.
Foto: Hannah Gonçalves/Divulgação

Após 10 anos de criação e produção da Alaídenegão, Agenor Vasconcelos formou um novo grupo ao lado de Agostinho Guerreiro e Leonardo Moraes, guitarrista e baterista de também renomados projetos dentro da cena musical amazonense, como a banda Selva Madre. O novo projeto quer unir em uma só estética e sonoridade o caldeirão de influências que levaram por toda sua carreira, do rock ao pop, do carimbó ao dancehall para valorizar as suas raízes.

"Esse lançamento é um abre-alas muito importante, pois anuncia uma outra fase de nossas carreiras. Também buscamos, por meio de conhecimentos antropológicos e indígenas, exercitar sair de nossa bolha e alcançar outras perspectivas. Assim como um xamã consegue enxergar com outros olhos, convidamos todos a escutarem com os ouvidos do Juruparylson", conta Agenor.

O trio, que também tem o projeto carnavalesco Bloco da Cobra Grande, atualmente finaliza os detalhes de um álbum de 15 faixas. O disco está previsto para o fim de julho e o primeiro single já pode ser conferido em todos os serviços de streaming de música.

 Assista ao clipe "Juruparylson":

Veja mais notícias sobre NotíciasCulturaMúsicaArteAmazonas.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Terça, 28 Setembro 2021

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://portalamazonia.com/