Sidebar Menu

Manaus 30º • Nublado
Terça, 19 Janeiro 2021

17 líderes sociais foram mortos na Colômbia desde acordo com as Farc, diz governo

17 líderes sociais foram mortos na Colômbia desde acordo com as Farc, diz governo
Pelo menos 17 líderes sociais foram assassinados nos últimos dois meses na Colômbia, quando se aprovou o acordo de paz com a guerrilha das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc), informou o governo nessa segunda-feira (30). A informação é da Agência France Presse (AFP).

"Já são 17 os líderes sociais assassinados desde 1º de dezembro, data na qual o Congresso da República referendou o acordo de paz", relatou a Unidade para as Vítimas, em comunicado.

"Estamos preocupados com a ocorrência desses fatos, porque a verdade é que estão massacrando os líderes sociais", disse o o diretor do órgão, Alan Jara, citado no texto.

A última vítima foi o líder de restituição de terras Porfirio Jaramillo, morto sábado passado (28) no município de Turbo, departamento de Antioquia, quando quatro homens armados foram à sua casa e levaram-no à força em uma moto.

Na madrugada de domingo (29), a polícia encontrou o corpo de Jaramillo na área rural de Turbo. Ele reivindicava a devolução de um terreno à Unidade de Restituição de Terras (URT).

As Farc denunciaram, reiteradas vezes, esses casos de homicídio.

Veja mais notícias sobre Internacional.

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Terça, 19 Janeiro 2021

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://portalamazonia.com/