Maduro expulsa principal diplomata dos EUA

O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, pediu nesta terça-feira (22) a expulsão do mais alto diplomata dos Estados Unidos em Caracas, Todd Robinson, acusando-o de conspiração contra seu governo. As informações são da ANSA.

Com a decisão, Robinson, encarregado das Relações dos EUA, e seu vice, Brian Naranjo, terão 48 horas para deixar o país latino-americano.

O episódio acontece dois dias após a contestada reeleição de Maduro na Venezuela – menos de 50% da população compareceu às urnas no último domingo (20) – e só aumenta a tensão entre o país norte-americano e o regime chavista.

Ontem (21), os Estados Unidos, que não reconheceram a votação, assinaram uma ordem que limita as possibilidades do governo venezuelano de vender ativos no mercado financeiro.

Publicidade
Publicidade

Relacionadas:

Mais acessadas:

Nova atração para aventureiros: Parque do Utinga, no Pará, oferece passeio de canoagem

Cada grupo de visitantes é acompanhado por pelo menos dois condutores habilitados e a capacidade máxima é de 12 pessoas por grupo.

Leia também

Publicidade