“Cidade do Jazz”: Projeto cultural traz concurso “Conta um conto” que vai premiar selecionados com computadores e smartphones

O concurso tem categorias estaduais e regionais para crianças de 9 a 14 anos.

A Fundação Rede Amazônica (FRAM) lança esta semana mais uma edição do projeto “Cidade do Jazz”. O projeto traz uma série de ações envolvendo esse gênero, ainda pouco conhecido, dinamizando a vida cultural da cidade e proporcionando interações e trocas para o cenário artístico local.

“O Cidade do Jazz tem a ideia de difundir o gênero dentro da Cidade. O Festival é a base do projeto. Queremos catalizar e impulsionar a dinâmica cultural dentro da cidade. A ideia do projeto é fazer com que as pessoas se aproximem desse estilo musical que muitas vezes ainda é tão distante da sua realidade. O Cidade do Jazz além de inclusivo ainda reforça iniciativas de proteção e resgate da cidadania pelo desenvolvimento social” ,explica a diretora institucional da Fundação Rede Amazônia (FRAM), Mariane Cavalcante. 

Sobre o “Conta um Conto”

Um dos destaques deste ano é o concurso “Conta um Conto” que inspira a leitura e a escrita por toda a Amazônia. O tema deste ano é “Amazônia sem fome” e a ação tem apoio do Governo do Estado do Amazonas, Secretaria de Cultura e Economia Criativa e é destinada para crianças e adolescentes de 9 a 14 anos de toda a região Norte do Brasil.

“No cidade do jazz nós trabalhamos o socioambiental. E o Conta um conto está relacionado às atividades educativas que objetivam valorizar a criança e o adolescente. Nesse concurso literário elas terão oportunidade de escrever a sua história e concorrer a prêmios como computadores e smartphones”, explica Mariane.

O concurso tem com duas (2) categorias: Amazonas e Amazônica (Estados Amazônia Legal) e as inscrições podem ser feitas no https://inscricoes.fram.org.br/ até às 23h59 do dia 7 de julho.

Os contos selecionados serão premiados por faixa de idade correspondente com computadores e smartphones.

“Escreva seu conto e mostre ao leitor como será a realidade da Amazônia sem fome. Use suas próprias ideias e criatividade. Não copie nada de outros textos. Siga todas as orientações do Regulamento do Conta um Conto. Você pode ser o vencedor”, declarou o professor Mário Silva do Centro Estudos de Evolução que em conjunto com a diretora administrativa da FRAM, pedagoga e fundadora do projeto, Marcya Lira, será curador da ação.

Leia o regulamento:

Publicidade
Publicidade

Relacionadas:

Mais acessadas:

Abelhas são fonte de renda extra para agricultores familiares no Mato Grosso

Projeto Semêa, realizado pela Fundação Bunge, incentiva o uso de abelhas para fomentar agricultura regenerativa e de baixo carbono.

Leia também

Publicidade