Manaus 30º • Nublado
Quarta, 08 Fevereiro 2023

Mais de 500 denúncias são registradas em RO por infração às medidas de isolamento social

Mais de 560 notificações foram registradas em Rondônia pela Polícia Militar (PM), desde o início dos decretos estaduais e municipais de calamidade pública, em decorrência de infrações às medidas de isolamento social e normas de funcionamento do comércio.

Segundo relatório da PM, nesse período já foram assinados 101 termos circunstanciados, no qual o infrator se compromete a não repetir a irregularidade. O capitão Alex Miranda, chefe da comunicação da PM, diz que a maior parte das denúncias recebidas pela polícia são relacionadas a aglomerações, cerca de 20 por dia, e que esse número sobe mais de 50% nos finais de semana.

Foto: Divulgação

Para conseguir atender o maior número de denúncias, alguns policiais que estavam trabalhando de casa voltaram para as ruas. Atualmente, por turno trabalham em Porto Velho de cinco a seis equipes somente com denúncias de descumprimento do decreto e em ações relacionadas à pandemia do novo coronavírus, o que representa cerca de 30% do número total de policiais nas ruas.

"O número de denúncias cresceu gradativamente com o tempo e com esse crescimento a demanda reprimida, a demanda que a polícia não consegue abarcar, cresceu cerca de 50% em todo o estado. Então a Polícia Militar de Rondônia, frente a essa demanda, reforçou o policiamento nas ruas da capital, cerca de 20% a 30% do policiamento, exclusivamente para atender esses casos de denúncia", disse o capitão.

Ainda de acordo com a polícia, as primeiras abordagens têm sido educativas, para explicar a situação e pedir que situações de aglomeração, por exemplo, não voltem a acontecer. Não há registro de presos por descumprimento do decreto até esta quarta-feira (22).

Denúncias podem ser feitas de forma anônima pelo 190.

Veja mais notícias sobre Rondônia.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Quarta, 08 Fevereiro 2023

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://portalamazonia.com/