Manaus 30º • Nublado
Quinta, 01 Dezembro 2022

Tradição até na moda: entenda o que representam as roupas mais comuns em 7 países da Amazônia Internacional

b2ap3_medium_equador

Quando imaginamos roupas, é normal imaginar o que está "na moda". Porém, as roupas vão além do modismo, o vestuário se adapta conforme a tradição e construção histórico social de um país, assumindo as mais diversas formas que variam de acordo com os costumes e climas das regiões.

Os trajes fazem referências aos elementos da cultura, através de estampas, cores, formatos, entre outros elementos em que se é possível perceber a tradição de um povo, sua expressão cultural. 

Portal Amazônia encontrou referências dos rajes típicos de sete dos nove países da Amazônia Internacional. Confira:

Peru

As roupas do Peru representam a história de um povo repleto de diversidade. O Peru é conhecido por ser um país com fortes características, onde cada cidade possui a sua própria identidade, que são refletidas na forma do povo se vestir. As roupas variam de acordo com a região, existem regiões que usam roupas de lã e outras que usam chapéu de palha. Os produtos tradicionais, desde sapatos até bolsas, são coloridos.

Por se tratar de uma região quente, na Costa peruana as roupas costumam ser frescas e arejadas. Os ponchos e saias são feitos de algodão e às vezes o tecido é substituído por seda para as mulheres. Os trajes masculinos são compostos por um chapéu feito de palha para a proteção do sol.

Já na região montanhosa, os Andes, a roupa peruana é produzida pensando em combater a geada. São feitas de lã vicunha, um animal típico da região do Andes e montanhas. Os povos dessa região do Peru costumam usar o chullo, que é como um gorro de lã que cobre as orelhas, protegendo do frio.

Os chapéus peruanos tradicionais possuem cores e formas diferentes que são associados às possibilidades econômicas e costumes que variam conforme a região, mas também adaptados de acordo com as necessidades das pessoas.

O calçado peruano recebe o nome de 'ojota', que são sandálias produzidas e recicladas a partir de pneus velhos, usados em algumas regiões com meias grossas para proteger do frio.

Foto: Reprodução/Atualidade Viagens

Suriname

O traje tradicional usado na cultura do Suriname é o Kotomisse ou Kotomisi: um vestido usado pelas mulheres afro-surinamenses. Os Kotos são usados em ocasiões como casamento e funeral. Com o Koto, as mulheres também usam uma cobertura de cabeça chamada angisa ou anisa. A dobra da angisa envia a mensagem social e demonstra respeito.

Para os homens, a vestimenta tradicional é conhecida como 'Pangani', um vestido de pano que pode ser usado de várias maneiras e tradicionalmente possui alguns significados: espiritual, para transmitir uma mensagem ou simplesmente como uma declaração de moda para mostrar seu orgulho em sua cultura. 

Foto: Reprodução/ Tradicione Suriname

Brasil

Por ser um país colonizado, ao longo do tempo foi influenciado por vários povos e etnias, o que formou uma grande mistura e diversidade cultural. Com isso, foram criados diversos costumes e formas de se vestir, que variam de acordo com a região, classe social e etnia do país.

Em geral, os trajes típicos têm origem da Europa e África, atrelados aos eventos com maior destaque no Brasil, como o Carnaval, a Festa Junina e o Festival de Dança de Joinville. Os trajes no Amazonas e Salvador possuem fortes traços indígenas e africanos, sempre com cores fortes como vermelho, amarelo e laranja.

Foto: Reprodução/ Prefeitura de Olinda (PE)

Equador

Com a diversidade cultural, o Equador possui uma cultura rica em tradições que são passadas de geração para geração. Um dos reflexos dessas tradições está na forma de se vestir, que varia de acordo com a região.

Na região de Otavalos, por exemplo, é comum o uso de uma manta cobrindo o corpo, que é presa com uma faixa bordada na cintura, além de serem utilizados diversos acessórios como colares e pulseiras de ouro. Na cidade de Saraguro é normal encontrar pessoas usando ponchos, que servem como uma espécie de manta, em tons escuros. Com os ponchos são usados chapéus brancos e tiras de couro.

E nas comunidades indígenas da floresta amazônica na região, é comum usarem cocares de penas e muitos acessórios. 

Foto: Reprodução/Atualidade Viagens

Bolívia

As roupas típicas da Bolívia são enriquecidas de cores e texturas. As mulheres possuem traços indígenas e também são conhecidas como 'cholas', usando saias volumosas, tranças no cabelo e chapéus. As saias volumosas são inspiradas em vestimentas espanholas do século XVIII, época em que a Bolívia era colonizada pelos espanhóis.

Na maioria das regiões do país, existe a tradição de usar uma manta para proteção do frio e também são usados panos coloridos amarrados nas costas como uma forma de carregar objetos, substituindo a bolsa. 

Os tecidos são feitos em teares rústicos, à mão. As chuspas são bolsas para transportar folhas de coca, enquanto os aguayos são tecidos para carregar objetos. 

Foto: Reprodução/ Geraint Rowland

Colômbia

A Colômbia também possui influencia de outros países após a colonização e uma diversidade cultural de povos indígenas, africanos e espanhóis. Os trajes também variam conforme o clima de cada região, sendo predominante o uso de roupas leves e soltas. As mulheres costumam usar saias com desenhos coloridos e diferentes, algumas usam fitas com as cores amarelas, azuis e vermelhas. As colombianas usam muitos acessórios e sapatos com as mesmas cores das saias.

Nas regiões andinas as mulheres usam saias feitas de cetim com cores vivas, floridas e pinturas. Elas costumam usar um chapéu com cabelos trançados ou cocar no lado direito da cabeça. Já para o traje masculino, é usado uma camisa com gola, painel de botões e calças justas, além de lenços de seda e cinto de couro.

Nos arquipélagos do Caribe, por ser uma região quente, os trajes são macios e frescos. Os homens costumam usar calças e camisas com cores vibrantes, o sombreiro é utilizado como acessório. As mulheres usam um traje comum na cultura africana, a Cartagena, que são vestidos coloridos, feito com vários tecidos. A 'palenquera' é bem comum, cobrindo a cabeça com um pano onde carregam bacias com frutas tropicais. 

Foto: Reprodução/ Travel Jet

Venezuela

Assim como a maioria dos países amazônicos, os trajes venezuelanos variam conforme a região, mas um dos trajes típicos da Venezuela é o 'liqui liqui', um casaco de manga comprida e gola fechada, além de bolsos no peito e botões, as calças retas e de linho. Os homens usam um chapéu preto, enquanto as mulheres usam arranjo de flores.

No traje feminino o vestido é o item mais comum, na capital do país, as mulheres costumam usar um traje conhecido como "Velha Senhora", com vestido de saia longa e larga, estilo europeu, com rendas e sedas. Como acessórias, elas usam chapéus e luvas. Em algumas regiões, as mulheres usam blusa estampada ou em cor sólida e saia que chega até o tornozelo.

Foto: Reprodução/Atualidade Viagens

Veja mais notícias sobre Amazônia Internacional.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Quinta, 01 Dezembro 2022

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://portalamazonia.com/