Sidebar Menu

Manaus 30º • Nublado
Segunda, 12 Abril 2021

Durante pandemia, detentos do Acre receberão cartas de familiares

A rotina de detentos dentro das unidades penitenciárias envolve diversos momentos como o banho de sol, os atendimentos com técnicos, advogados, profissionais da saúde. Privados da liberdade, o ambiente intramuros é o único espaço de socialização. Um dos momentos mais esperados é o dia da visita, oportunidade em que dão aquele abraço no filho, matam a saudade do cônjuge e recebem o conforto dos pais.

Mas como matar essa saudade em tempos de pandemia, onde o contato pode representar uma ameaça à saúde? Foi pensando nisso que o Instituto de Administração Penitenciária do Acre (Iapen/AC) autorizou o envio de cartas pelos familiares. As cartas podem ser entregues no mesmo dia da entrega de materiais do Núcleo de Apoio à Família (NAF) e são repassadas aos detentos após análise da equipe de segurança, em conjunto com a equipe técnica.

Foto: Divulgação

O presidente do Iapen, Arlenilson Cunha, explicou que desde que surgiram os primeiros casos de Covid-19 no estado do Acre, o governo tem tomado diversas medidas para evitar a disseminação da doença. "Uma dessas ações foi a suspensão das visitas em todas as unidades penitenciárias. Com isso, os presos ficaram sem o contato com os familiares, restando apenas o convívio com os colegas das unidades", afirmou.

Ele destacou que a visita é um dos fatores de manutenção da conexão do detento com o mundo exterior e funciona como incentivo efetivo para que o mesmo, passado o período de cumprimento da pena, seja reinserido no seu núcleo familiar e social. "Com a autorização da entrega de cartas, manteremos esse contato deles com a família", disse.

A chefe do Departamento de Reintegração Social, Liliane Moura, explicou que esta é uma forma de contribuir também com a saúde física e mental dos detentos que poderão ter notícias dos familiares. "Nós acreditamos que isso vai amenizar a aflição deles e a ansiedade lá dentro. Sabemos que essa situação provoca baixa imunidade e reflete na saúde física deles", disse.

Moura ressaltou que neste primeiro momento somente os familiares poderão enviar carta, mas que o Iapen já estuda a possibilidade de que os detentos possam encaminhar as cartas aos parentes. "Posteriormente eles poderão responder essas cartas que serão entregues às famílias, porém isso acontecerá em uma próxima ação", frisou.

Veja mais notícias sobre Acre.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Segunda, 12 Abril 2021

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://portalamazonia.com/