Governador de Rondônia altera decreto e define que aulas fiquem suspensas por 30 dias

Com essa mudança, as aulas presenciais na rede pública e privada devem ficar suspensas até 17 de abril

O governador Marcos Rocha alterou o decreto de n° 24.887 e definiu que as aulas fiquem suspensas por 30 dias no estado de Rondônia, tanto na rede pública quanto privada. A decisão visa a “prevenção e enfrentamento à pandemia causada pelo novo coronavírus”.

A alteração do decreto foi publicada em Diário Oficial na noite de segunda-feira (30). “Ficam suspensas pelo prazo de 30 dias, a contar de 17 de março de 2020, podendo ser alterado o período conforme necessidade, as atividades educacionais em todas as instituições das redes de ensino”, diz a decisão.

Foto: Reprodução/Rede Amazônica

 Com essa mudança, as aulas presenciais na rede pública e privada devem ficar suspensas até 17 de abril.

Com a alteração no decreto de calamidade pública, o governo ressaltou que todas instituições de ensino de Rondônia poderão criar meios para oferecer aulas em meios digitais, durante o período de pandemia do novo coronavírus.

Na segunda-feira, a Secretaria Estadual de Educação já tinha enviado um memorando às escolas estaduais para avisar que estava prorrogando a suspensão das aulas até 16 de abril.

Publicidade
Publicidade

Relacionadas:

Mais acessadas:

Conheça as belezas naturais e 7 curiosidades de Oiapoque

Saiba quais são os monumentos, pontos turísticos e curiosidades que enriquecem a cultura e a história do município amapaense.

Leia também

Publicidade