AMAZ promove webinário com empreendedores que atuam na Amazônia

O evento será uma conversa entre dois especialistas que contarão um pouco de suas trajetórias como empreendedores, destacando desafios e oportunidades.

Nesta segunda-feira (8), a AMAZ aceleradora de impacto promove o webinário ‘Trajetórias de empreendedores na Amazônia’. O evento contará com a participação de Zeno Gemaque, da Zeno Nativo, e de Beto Bina, da FarFarm. Os dois empreendedores participaram da Chamada AMAZ do ano passado. Os interessados podem acompanhar o encontro pelo link.

O evento será uma conversa em que os dois contarão um pouco de suas trajetórias como empreendedores, destacando desafios e oportunidades, e também sobre como foi participar da Chamada AMAZ em 2023.

Foto: Divulgação

A Zeno Nativo integra hoje o portfólio da AMAZ, e a FarFarm participou até a última etapa de seleção da Chamada, a pré-aceleração.

O webnário é parte da divulgação da Chamada de Negócios da AMAZ 2024, que segue com inscrições abertas até o dia 12 de abril, com o objetivo de encontrar startups e negócios inovadores, que contribuam para manter a floresta em pé e gerar renda para as populações da região.

Os negócios selecionados serão acelerados e receberão investimento de até R$ 400 mil. Interessados podem se inscrever e conhecer o regulamento completo da iniciativa em amaz.org.br/chamada2024  

Sobre a AMAZ 

A AMAZ aceleradora de impacto é coordenada pelo Idesam (Instituto de Conservação e Desenvolvimento Sustentável da Amazônia), e conta com um fundo de financiamento híbrido (blended finance) de R$ 25 milhões para investimento em negócios de impacto nos próximos cinco anos, o primeiro voltado exclusivamente para a região. Conta com cerca de 20 startups em seu portfólio.

Tem como fundadores e parceiros estratégicos Fundo Vale, Instituto humanize, ICS (Instituto Clima e Sociedade), Good Energies Foundation, Fundo JBS pela Amazônia e PPA (Plataforma Parceiros pela Amazônia). Conta também com uma ampla rede de parceiros como Move.Social, Sense-Lab, Mercado Livre, ICE, SBSA Advogados, Climate Ventures e investidores privados. 

Publicidade
Publicidade

Relacionadas:

Mais acessadas:

Riqueza botânica do Parque Estadual da Serra dos Martírios é registrada em livro 

O livro é fruto do trabalho de sete pesquisadores do Ideflor-Bio, da Embrapa Amazônia Oriental e da Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa.

Leia também

Publicidade