Sidebar Menu

Manaus 30º • Nublado
Sexta, 07 Mai 2021

O quadro geral de horários: A organização do tempo como ferramenta de potencialização dos estudos

leon-Oalh2MojUuk-unsplash

Na execução de qualquer tipo de projeto a organização do tempo é fator essencial para obtenção dos melhores resultados possíveis. Em relação aos estudos para resultados de alta performance ocorre exatamente dessa mesma maneira.

Isso quer dizer que em processos seletivos como concursos públicos, exame da OAB, ENEM e outros que exigem alto índice de resultados é imprescindível que a distribuição do tempo de estudo disponível seja meticulosamente planejada, pois a quantidade de conteúdo é sempre imensa e somente com muita organização será possível estudar cada disciplina, realizar as revisões de todas as matérias e mapear as questões específicas de cada certame. Tudo isso para atingir as altas notas que são exigidas nesses processos seletivos que definem uma boa parcela de nossas vidas acadêmica e profissional.

Foto: Startaê Team / Unsplash

É nesse contexto que a organização do tempo é o mais importante fator com potencial para garantir resultados incríveis para o estudante, sobretudo nesse universo da educação de alto desempenho.

Para melhor aproveitar o tempo disponível para os estudos você terá que tomar algumas providências básicas.

Primeiramente, é necessário planejamento. Então, organize seu tempo, organize o espaço físico que utilizará para estudar e organize todos os materiais, livros, apostilas, videoaulas e PDF's que serão utilizados durante o período de sua preparação. Tudo isso precisa ser feito antes mesmo de se começar a estudar. É simples, mas é essencial. Potencializará sobremaneira a qualidade de seu tempo de estudo e abreviará imensuravelmente os seus resultados positivos. 

Utilize o seguinte passo a passo

Em uma folha de papel em branco ou mesmo em seu computador – utilizando o formato paisagem – você deverá distribuir todas as vinte e quatro horas de cada dia da semana, registrando todas as suas tarefas e obrigações, enfim, registre toda sua rotina diária.

Faça um quadro completo. Isso mesmo, seu cronograma irá cobrir todas as horas do seu dia de segunda até domingo. Note que nesse modelo de cronograma nenhum horário ou tarefa deve ser estimado ou presumido em seu planejamento. Na verdade, trata-se de um cronograma real e preciso de tudo aquilo que ocupa seu tempo durante todos os dias da sua semana.

Esse mapeamento e identificação de todas as horas do seu dia lhe dará uma noção muito precisa de todo o tempo que você tem disponível para investir em seu projeto de estudos. Isso mesmo, educação é investimento, de médio ou de longo prazo, mas que sempre dá um bom retorno social e econômico.

Inicialmente, você irá registrar em seu quadro geral de horários todas as suas atividades diárias, sem exceção. Isso quer dizer que o quadro de horários de cada estudante será absolutamente individual, pois na prática cada um de nós tem uma rotina diferente.

Na construção do seu quadro geral de horários, tenha em mente que haverá obrigações inadiáveis e imprescindíveis e outras situações que você poderá ajustar e adaptar. Em seu cotidiano de estudos, é claro que ocorrerão situações excepcionais, mas isso será equacionado e absorvido pela organização precisa do próprio cronograma. Ou seja, é necessário que exista um plano de estudos a ser seguido, mas a flexibilidade em relação a horários e datas é essencial para que seu planejamento possa ser executado de maneira efetiva.

É justamente esse cotidiano real e previsível que irá nortear a elaboração de seu quadro geral de horários e proporcionar que você utilize seu tempo da maneira mais produtiva possível. Desde logo, esteja disposto a renunciar àquilo que não é essencial. Seu foco deve estar em seu objetivo maior que é a aprovação.

Foto: Leon /Unsplash

Para construção desse quadro geral de horários, inicie pela segunda-feira, registrando a hora exata em que você costuma acordar diariamente. Anote, inclusive, as variações de horários, se houver, em relação a sábados, domingos e feriados.

Também registre em seu quadro de horários o tempo de locomoção que leva para cobrir o percurso de sua casa até o trabalho, ou de sua casa até a escola ou faculdade, conforme cada caso.

Observe que essas horas destinadas à locomoção, por exemplo, poderão ser utilizadas como um potencializador dos estudos. Mas, veremos isso em outra oportunidade.

Registre o seu horário de trabalho ou o seu horário de estudo na escola ou faculdade. Entenda que isso de maneira nenhuma poderá ser aproveitado como horário de estudo específico. Anote os horários de entrada e de saída.

Se houver horário destinado ao almoço, verifique, desde logo, se há tempo sobrando suficiente para aproveitamento em seu horário de estudos. Às vezes é possível garimpar aí pelo menos 30 minutos ou até mesmo uma hora que será incluída em seu plano de estudos e fará muita diferença em seus resultados.

Registre o horário de retomada ao trabalho, se for o caso, e depois o horário de retorno para casa. É possível que ao final desses registros, você perceba que só tenha lacunas de tempo disponíveis ao final de seu dia.

A ideia é que neste primeiro momento você irá identificar e mapear todos os seus horários disponíveis para o seu plano de estudo. Ou seja, é esse mapeamento de horários que garantirá a existência de possibilidade real de execução de seu cronograma de estudos.

Perceba que a configuração da organização e dos horários de cada dia pode ser totalmente diferente dos outros dias, isso dependerá da sua rotina real. Registre até mesmo as tarefas mais simples de seu cotidiano. Seja minucioso.

Ao terminar de registrar todas as obrigações e compromissos de cada dia, considerando todos os dias da semana, você identificará quais horários estarão efetivamente disponíveis para seus estudos.

Se for o caso, considere a possibilidade de acordar uma hora mais cedo ou de dormir uma hora mais tarde.

É justamente em cima do total de horas identificadas que você irá distribuir todos os conteúdos, disciplinas e matérias que interessem ao seu processo seletivo. O ideal é que você tenha de quatro a oito horas disponíveis para o estudo.

Distribua as matérias de modo equilibrado, considerando o grau de importância de cada disciplina em seu certame. Essa tarefa pode ser feita de maneira muito adequada a partir da leitura do edital de cada processo seletivo, com a identificação dos pesos, pontuações e número de questões atribuídos a cada matéria de seu conteúdo programático. Também é interessante consultar as provas anteriores de cada banca examinadora para entender com perfeição a dinâmica de cada prova.

É importante agendar semanalmente horários para família, lazer e atividade física, a fim de que você possa recarregar suas energias físicas e mentais e contar com o apoio das pessoas mais próximas a você. Isso também é essencial.

Acompanhe o exemplo abaixo, utilizado por um estudante de nível médio que se preparava para o ENEM em 2019 

Com seu quadro geral de horários completamente preenchido e as matérias devidamente distribuídas por ordem de relevância é momento de avançar para um segundo ponto: a execução do seu planejamento de estudos.

Existem muitas formas de organizar a execução de seu plano de estudos. Neste ponto, cabe ao estudante a conscientização e compreensão do conceito de horas líquidas de estudo. São as horas de estudo efetivo que serão consideradas horas líquidas de estudo. Em verdade, na prática, só existem as horas líquidas de estudo, pois qualquer outra hora que não seja destinada exclusivamente ao estudo não deve ser considerada em seu horário de estudo.

A análise e compreensão desse conceito só se justifica pelo fato de haver muitos estudantes que são vítimas de autossabotagem, sobretudo, quando realizam outras atividades simultaneamente aos estudos, tais como, assistir televisão, ouvir rádio, responder mensagens e a utilização de redes sociais, prejudicando irremediavelmente a qualidade da aprendizagem e consequentemente o prazo de obtenção de resultados.

Em suma, as horas líquidas de estudo correspondem ao tempo dedicado integral e exclusivamente aos estudos.

Uma observação importante é que embora as aulas e videoaulas entrem em seu cronograma de estudos, elas não devem ser consideradas como horas líquidas de estudo, pois fazem parte de outra categoria de tempo dedicado à sua preparação.

Para melhor compreensão, entenda que cada aula e videoaula assistidas deverão ser revisadas, preferencialmente de maneira manuscrita, por meio de resumos, mapas mentais, fluxogramas ou pequenos esquemas. Essas revisões, sim, entrarão no cômputo das horas líquidas de estudo.

Na prática todo o tempo dedicado à análise e manipulação de conteúdos relevantes para a sua prova serão importantes para a antecipação de seu sucesso.

Para executar com eficácia o seu plano de estudos, há especialistas que indicam a utilização de blocos de uma hora e trinta minutos de estudos, com intervalo de quinze minutos de descanso, seguidos de mais um bloco de uma hora e trinta minutos de estudos, com outro intervalo de quinze minutos seguidos, por fim, de mais uma hora de estudos. É claro que isso irá depender do tempo disponível que você identificou em seu quadro geral de horários.

Outros especialistas recomendam pequenos blocos de cinquenta minutos de estudo alternados com dez minutos de descanso.

Enfim, existem várias metodologias como os ciclos de estudos, o método pomodoro, as metas diárias de desempenho e outras técnicas que se forem devidamente utilizadas garantirão a produtividade de seu tempo dedicado ao estudo.

De fato, é você quem deve escolher qual a metodologia e quanto tempo de estudo será utilizado em cada módulo ou bloco de estudos. Isso pode ser feito a partir de suas experiências anteriores, pois naturalmente você já tem alguma noção de como funciona o seu nível de concentração nos estudos, mas perceba que pequenos intervalos de descanso são essenciais para garantir a produtividade de suas horas líquidas de estudo.

Esses intervalos podem ser de dez, quinze ou até mais minutos. Estabeleça cada intervalo a partir do tempo de estudo efetivamente utilizado. Quanto mais longo cada bloco ou módulo de estudo maior deverá ser o intervalo. O importante é que ao final de cada intervalo você retome aos estudos com toda a disposição.

O exemplo abaixo foi utilizado em período de isolamento social decorrente da pandemia da COVID – 19. 

Então, mãos à obra. Elabore agora mesmo o seu próprio Quadro Geral de Horários e depois coloque em execução seu plano individualizado de estudos.

Um abraço. Deus abençoe. Tudo de bom. 

Veja mais notícias sobre Educação para resultados.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Sexta, 07 Mai 2021

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://portalamazonia.com/