MPF-AM denuncia grupo que obteve empréstimos fraudulentos da Caixa

MANAUS – O Ministério Público Federal no Amazonas (MPF/AM) informou, nesta quinta-feira (11), que denunciou 21 pessoas envolvidas em uma organização criminosa especializada na obtenção de empréstimos fraudulentos junto à Caixa Econômica Federal. Entre os presos, está um ex-gerente da Caixa, apontado como um dos articuladores do esquema, e um servidor da Polícia Civil, que atuava na falsificação dos documentos.De acordo com o MPF-AM, 13 pessoas envolvidas no esquema estão presas “desde dezembro de 2015, quando a Polícia Federal e a Receita Federal deflagraram a Operação Construcrime”. O órgão informou que o grupo  usou, pelo menos, 18 empresas para obter 35 empréstimos fraudulentos. “O prejuízo apurado preliminarmente é de R$ 4.846.354,54, a partir de empréstimos e financiamentos concedidos a empresas fictícias, cujos valores eram sacados em espécie ou transferidos a outras contas logo que creditados na conta da empresa. Com o dinheiro, foram adquiridos imóveis em nome de laranjas e depois revendidos. As parcelas dos empréstimos não eram pagas”, afirmou o MPF-AM, por meio da assessoria de comunicação.

Publicidade
Publicidade

Relacionadas:

Mais acessadas:

Conheça as belezas naturais e 7 curiosidades de Oiapoque

Saiba quais são os monumentos, pontos turísticos e curiosidades que enriquecem a cultura e a história do município amapaense.

Leia também

Publicidade