Sidebar Menu

Manaus 30º • Nublado
Terça, 11 Mai 2021

Sob o sol, sobre as águas

Sob o sol, sobre as águas

O calor chegou, em sua plenitude, a Manaus causticando as nossas cabeças e nos fazendo procurar a clausura dentro de salas com ar-condicionado, mas calma. Não precisa chegar a tanto, principalmente quando podemos procurar lugares bem mais aprazíveis, com muita águafloresta,natureza e para completar, comida de primeira qualidade.


Foto: Reprodução/Jornal do Comércio

flutuante Ferrugem on the water reúne tudo isso, ao som de heavy metal, muito embora todas as tribos sejam bem-vindas. O nome Ferrugem Rock Gourmet já é bastante conhecido entre os amantes manauaras da boa comida. “Já funcionamos háoito anos, no D. Pedro, e agora resolvi abrir o Ferrugem on the water, para dar aos nossos clientes uma opção a mais de laser”, explicou Thiago Santana, proprietário dos dois Ferrugens.

Thiago é um apaixonado por heavy metal desde criança e vem daí o nome Ferrugem. “No heavy metal as pessoas costumam fazer a roda do pogo (aquele aparente tumulto em frente ao palco, que na verdade é a dança amigável entre os roqueiros). Eu sempre fiz isso, mas um dia, num show, minha ‘atuação’ não foi como das outras vezes e meus amigos disseram que eu estava ficando velho, enferrujado, aí batizei minha casa com esse nome, mas não é meu apelido”, riu.

E é o heavy metal que toca nas duas casas (em terra e sobre a água) de Thiago. “Meus clientes já sa-bem e gostam, mas se não gostam, tenho certeza que voltam por causa da comida. A língua que sirvo aqui é única na cidade, ainda tem o filé em tiras, a farofa de ovo com gengibre e a couve crocante, que você não encontra em outro lugar. Esses são os carros-chefes do Ferrugem Rock Gourmet que você vai encontrar aqui também”, adiantou.

Jogue tudo para o ar 

O Ferrugem on the water está localizado no rio Tarumã, bem em frente à praia dos Passarinhos. O acesso até lá é feito somente através de embarcações. O caminho mais indicado é via marina do Davi (atrás do Tropical Hotel). Qualquer das lanchas lá estacionadas sabe o caminho até o flutuante. A viagem demora cerca de dez minutos e custa R$5, só a ida.

“Inauguramos na quinta-feira passada, dia 11. O flutuante é de um amigo, que o construiu apenas para desfrutar a beleza deste lugar, mas estava aqui, fechado. Ele só vinha aqui nos finais de semana, então me propôs movimentar o local abrindo uma ‘filial’ do Ferrugem e eu topei e estamos aí”, contou.

O flutuante é característico como os demais existentes no Tarumã, todo construído com madeiras, assentado sobre toras de assacu. O amarelo e o branco chamam a atenção de longe. Da pequena cozinha saem as delícias, já bem conhecidas no Ferrugem de terra. “Quis fazer daqui apenas um complemento da minha outra casa, com esse diferencial de, no final de semana, você jogar tudo para o ar e vir aqui só curtir a vida”, falou.

O flutuante estará aberto de quinta-feira a domingo, das 11h às 19h. Tem capacidade para 52 pessoas sentadas e a natureza amazônica em volta. As águas negras do Tarumã são um convite a um gostoso banho e a floresta é um bálsamo para a vista. “Todos os flutuantes existentes aqui têm banheiros com tratamento de efluentes e nada que seja poluente é atirado nas águas. É da natureza preservada que precisamos para manter nosso negócio”, ensinou.

A próxima ideia de Thiago é, a cada nova lua cheia realizar um luau no flutuante com música ao vivo. Como se vê, o sol e o calor trazem muitas coisas boas. Basta, apenas, saber aproveitá-las.

Veja mais notícias sobre Turismo.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Terça, 11 Mai 2021

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://portalamazonia.com/