Sidebar Menu

Manaus 30º • Nublado
Sábado, 30 Mai 2020

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://portalamazonia.com/

Lagoa Azul em Presidente Figueiredo encanta visitantes no Amazonas

Lagoa Azul em Presidente Figueiredo encanta visitantes no Amazonas
Foto: Reprodução/Zappeando
A cidade de Presidente Figueiredo, no Amazonas, é famosa por suas dezenas de cachoeiras. Mas um lago localizado no município também chama atenção de muitos turistas pela raridade. O motivo da curiosidade dos visitantes é a coloração azul do lago. Normalmente, as águas na Amazônia apresentam cores barrentas ou escuras. A paisagem é tão marcante foi batizada como Lagoa Azul.

A lagoa fica na comunidade Boa Esperança no KM 120 da rodovia BR-174, que liga Manaus a Boa Vista, em Roraima. Para chegar ao local, é necessário percorrer oito quilômetros em estrada de barro ramal a dentro. A atração turística fica na propriedade da comerciante conhecida como Dona Jose. Ela afirma que “alguns pesquisadores disseram que a água tem essa cor por causa das algas do fundo da lagoa”. “Mas outras pessoas dizem que há um grande diamante no fundo dela”, disse aos risos a proprietária.

O especialista em biologia de água e pesca, Jansen Zuanon reafirma a ideia das algas. “Não conheço o lugar, mas já ouvi falar. A cor da água pode ser azul por duas razões: porque é muito pura, pois quando são muito transparentes a luz do Sol reflete a cor azul, ou porque há a presença de algas cianofíceas, também conhecidas como cianobactérias”, explica. “Para saber o porquê da coloração, basta pegar uma amostra e levar ao laboratório. É simples e rápido”.

Jansen acrescenta que as algas cianofíceas ou cianobactérias não são nocivas ou fazem mal. “É só o nome. Não é tóxico ou ruim. É só uma explosão populacional das algas”, acrescenta. O especialista também diz que é possível encontrar água em tom azulado em alto-mar e em geleiras, pois são águas muito puras e límpidas. “São águas quase destiladas”, conclui.

Dona Jose comprou o sítio há 19 anos e não tinha ideia de que havia um tesouro lá. “Largamos tudo na cidade para vir morar aqui. Sentia que precisava cuidar e viver aqui. Muitas pessoas dizem que é um milagre, e eu acredito”, disse.

Ela conta que, após vender seus imóveis, resolveu investir no cultivo e venda de verduras no local, além de abrir a lagoa para o Mundo ver e desfrutar. “Não dá pra viver do turismo da Lagoa. Vivo mesmo é do comércio de frutas e hortaliças. Tenho o sonho de proporcionar uma melhor estrutura para a visita do público à nossa Lagoa Azul, porém tenho medo que degradem e acabem com ela”, desabafa a proprietária.

*As fotos desta reportagem são reproduções de imagens publicadas no Instagram nos perfis: @luizinhatostes, @pedro_neto, @rodricao, @israelalecrim, @carol_amazonia e @presidentefigueiredo.

Veja mais notícias sobre Turismo.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Sábado, 30 Mai 2020
No Internet Connection