Sidebar Menu

Manaus 30º • Nublado
Sexta, 26 Fevereiro 2021

No Amazonas, mestranda busca histórias de sonhos como inspiração para projeto de residência artística

Com a proposta de criar uma experiência diferenciada através da espontaneidade dos sonhos, o projeto de residência artística 'Sonhário' está em busca de pessoas que 'emprestem' seus sonhos noturnos, para servirem de inspiração para produtos artísticos, que serão lançados no mês de março.

Para participar do projeto, basta detalhar seus sonhos de forma escrita e enviar para [email protected] até o fim do mês de fevereiro.


Foto: Divulgação

 O projeto foi contemplado no edital emergencial Prêmio Feliciano Lana – Lei Aldir Blanc, do Governo do Amazonas, por meio da Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa, e do Governo Federal, por meio da Secretaria Especial da Cultura.

De acordo com a artista visual Bruna Mazzotti, a ideia faz parte de sua dissertação de mestrado, no Programa de Pós-Graduação em Artes Visuais - Belas Artes, da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ).

"Enquanto artista, me interessa trabalhar através de concordâncias e discordâncias em processos colaborativos e participativos. Nesse sentido, construir em conjunto abre possibilidades de indeterminação e descontrole – como nos sonhos, que nem sempre podemos controlar, em grande espontaneidade narrativa", explica Bruna. "Assim, o projeto não surge de uma inspiração em específico, mas é constantemente gerado a partir dos relatos e imagens oníricas, que guiam nossas tomadas de decisões", acrescenta.

Além de Bruna, o projeto conta com a participação de artistas como Rafael César, Brenda Carvalho, Alonso Júnior e José Loures, que, por conta da pandemia, realizam reuniões virtuais para o lançamento da residência.

"Anteriormente, tratava-se de instalar objetos em uma moradia habitada por nós quatro. No entanto, dado o momento crítico em que estamos passando, alteramos a residência para o formato virtual, em que nos reunimos nas noites de 10 a 31 de janeiro, via chamada de vídeo. Nesse período, buscamos transpor nossos corpos para as casas uns dos outros, por meio do projetor multimídia, e gravamos o encontro desses corpos. Agora, na segunda etapa em fevereiro, os encontros síncronos virtuais prosseguem uma vez por semana – onde temos editado as imagens outrora gravadas, a partir da narrativa dos nossos próprios sonhos e de sonhos relatados por outrem via Instagram", detalha Bruna.

Até o fim de março, o projeto lançará produtos artísticos como um e-book, com as histórias selecionadas, e também um site, que exibirá vídeos das performances artísticas feitas a partir dos sonhos. A página do projeto no Instagram é @sonhario_residencia.

Veja mais notícias sobre CulturaAmazonas.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Sexta, 26 Fevereiro 2021

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://portalamazonia.com/