Sidebar Menu

Manaus 30º • Nublado
Quinta, 21 Janeiro 2021

Banda amazonense Alaídenegão participa da 2ª edição do EDP Live Bands

Banda amazonense Alaídenegão participa da 2ª edição do EDP Live Bands
Foto: Reprodução/Facebook-Banda Alaídenegão
 Amazonas conta com uma representante no concurso EDP Live Bands BrasilOpens external link in new windowAlaídenegãoA banda vencedora do concurso, que é promovido pela Energias do Brasil (EDP), vai tocar no 'Nos Alive’17' em Portugal. Além de participar de um dos maiores festivais de música da Europa, a vencedora gravará máster de um CD produzido pela Sony Music.
Nascida no carnaval de 2008, a banda une música, filosofia e "baixarias", tocando do brega ao rock sem esquecer os ritmos regionais. Já passou por diversos Estados brasileiros e agora busca "voos mais altos". "Ficamos sabendo do concurso pelas redes sociais e acreditamos que é uma oportunidade única. Vem em um momento muito adequado, porque estamos produzindo o segundo disco e queremos novas experiências, expandir contatos e relações, caso venha a acontecer a seleção", comentou o baixista e cantor Agenor Cavalcanti.

O segundo álbum da banda entrou em processo de mixagem, feita pela carioca Rafaela Prestes, mas essa foi a única informação que o músico adiantou sobre a produção ao Portal Amazônia. "Estamos no processo de compor o segundo disco, que ainda está sem nome, mas tem um conceito muito bacana", completou. 'A rabeta' é uma das canções que farão parte do álbum e já é conhecida do público manauara. Assista o clipe:



A banda é formada por: Anastácio Ferreira da Silva Junior (Baterista); Agenor Cavalcanti de Vasconcelos Neto (Baixista/Cantor), Davi Lima Escobar (Guitarrista/Cantor), Marcus Vinicius Oliveira de Souza (Trompetista) e Rafael Angelo dos Santos Lima (Guitarrista/Backing Vocal).

Esperançosos

Sobre a possibilidade de ser selecionada para ir à Portugal, Cavalcanti afirma que este é um passo que a banda "precisa dar". "Ano passado fui à um festival de música na Espanha, o Womex, e o Rafael [guitarrista] foi para um nacional, em São Paulo. Com essas experiências percebemos que precisamos viajar e expandir os horizontes da Alaídenegão. A Europa é uma ótima oportunidade para isso e precisamos explorar o fato de a Europa parece mais aberta a receber novas bandas", justificou.

Após se inscreverem, as bandas competem entre si por meio da Opens external link in new windowvotação popular. Apenas 36 bandas irão para a semifinal, de acordo com o regulamento, onde 10 serão as mais votadas online e as demais selecionadas por escolha direta do júri. "Quanto mais votos, melhor. A média de votos que as bandas nos primeiros lugares estão recebendo é mais de mil, então precisamos correr e contamos com o apoio dos amazonenses", pediu. Para votar é preciso realizar um cadastro no site da EDP e procurar pela banda na lista das concorrentes.

A banda tem até 24 março, fim da primeira fase de votação, para conseguir os votos necessários. Dia 27 março será realizada a divulgação das bandas semifinalistas e início da segunda fase de votação. Os classificados se apresentam dia 6 maio na final, em um concerto. E a grande vencedora participa dias 6, 7 e 8 julho no Festival NOS Alive’17, em Portugal.

O concurso busca novas bandas brasileiras independentes de rock e pop rock e chegou a ter mais de 1,3 mil  bandas inscritas em 2016. A banda maranhense Soulvenir foi consagrada vencedora da primeira edição. 

Veja mais notícias sobre Música.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Sexta, 22 Janeiro 2021

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://portalamazonia.com/