Sidebar Menu

Manaus 30º • Nublado
Sexta, 07 Mai 2021

Memórias da Casa de Bem-Bem poderão ser revisitadas em site

O projeto Encaixotando histórias da Casa de Bem-Bem será lançado em formato digital nesta quarta-feira (24), às 19h. O público terá acesso a três apresentações de Teatro Miniatura, um documentário e uma exposição fotográfica no site oficial do projeto. Em razão da pandemia do novo coronavírus, optou-se pela adequação ao contexto virtual. O projeto foi selecionado no Edital MT Nascentes, da Secretaria de Estado de Cultura, Esporte e Lazer (Secel-MT).

Foto: Divulgação

Além das peças de Teatro Miniatura, conhecido como Teatro Lambe-Lambe modalidade de teatro de formas animadas que acontece dentro de uma caixa, o site irá abrigar um curta-metragem híbrido, abordando todo o itinerário do projeto, desde as pesquisas arqueológicas até as expressões artísticas. E os visitantes ainda poderão conferir uma exposição composta por registros fotográficos do casarão, da fundação aos dias atuais. Estarão expostas 100 imagens cedidas por amigos e familiares de Constança Figueiredo Palma, a saudosa Dona Bem-Bem.

"Encaixotando histórias da Casa de Bem-Bem" é fruto de uma parceria entre a Cia Pé de Pano e o Instituto Homem Brasileiro (IHB). "A ideia é fomentar a valorização do patrimônio material, representado pelo casarão, e do patrimônio imaterial, relacionado aos festejos e à memória, através de formas lúdicas e artísticas", explica a artista-pesquisadora e proponente do projeto Liudmila Diaz.

Histórias das caixas

As narrativas de cada caixa compõem, juntas, uma linha cronológica acerca deste importante patrimônio mato-grossense. E além da perspectiva temporal, também podem ser divididas, respectivamente, em três eixos temáticos: família; festejo e desabamentos/reconstrução.

A dramaturgia fez uso de ditos populares proferidos com frequência por antigos moradores e visitantes. Aliás, as personagens foram batizadas com nomes de pessoas que frequentavam a casa, como por exemplo as irmãs de Dona Bem-Bem. O objetivo é tentar reconstituir a essência do local a partir de elementos significativos e simbólicos. "A gente tenta, de alguma forma, devolver a memória da família", relata Liudmila.

As caixas foram criadas em processo colaborativo decorrente de pesquisa coordenada por membros do IHB. O resultado desta pesquisa foi apresentado aos caixeiros e estes tiveram autonomia para criar suas histórias dentro dos respectivos recortes temporais/temáticos do projeto.

Casa de Bem-Bem

O casarão em estilo colonial, tipicamente cuiabano, é conhecido como um dos mais tradicionais de Cuiabá e está situado na antiga Rua do Campo, atual Barão de Melgaço. Figura ilustre da sociedade cuiabana, Dona Bem-Bem foi anfitriã de diversas festas nas décadas de 70 e 80, principalmente as festividades de São Benedito.

A construção e seu contexto externo, quintal com mangueiras e outras árvores, são testemunhos de fragmentos da história mato-grossense. O casarão é uma singular representação de patrimônios materiais e imateriais que resistem ao tempo.

A Casa foi tombada pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN) como Patrimônio Histórico. 

Veja mais notícias sobre ArteMato Grosso.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Sexta, 07 Mai 2021

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://portalamazonia.com/