Manaus 30º • Nublado
Quarta, 01 Dezembro 2021

Exposição Manga Coração de Boi transversaliza aspectos mato-grossenses e a existência de pessoas trans

Nesta sexta-feira (12.03), às 18h30, será aberta a "Exposição Manga Coração de Boi, obras de Sol Ferreira", no formato live-tour. A mostra está instalada no Centro Cultural Casa das Pretas, localizado na Praça Conde de Azambuja, nº 25 (casarão em frente à Praça da Mandioca), no centro histórico de Cuiabá.

A exposição transversaliza aspectos mato-grossenses, como a fruta manga coração de boi, presente na região, e a relação com a agropecuária e a existência de pessoas trans. É uma resposta à histórica ausência de corpos pretos e transgêneros em galerias de arte.


Foto: Divulgação

Sol concebe seus trabalhos por meio da reciclagem de materiais de sucata e perpassa, principalmente, pelos temas: necropolítica, gênero e sexualidade, além de regionalismos. Suas principais referências são Vitória Basaia, Gervane de Paula, Ave Terrena, Ventura Profana e Paul B. Preciado.

A mostra foi contemplada na categoria Culturas LGBTIA+, do Edital MT Nascentes da Secretaria de Estado de Cultura, Esporte e Lazer (Secel-MT) e será transmitida via via @mangacoracaodeboi. O público poderá conferir de perto telas e objetos escultóricos do pluriartista, Sol Ferreira, de 13 de março a 12 de abril, de segunda a sexta-feira, das 13h às 18h, e aos sábados, das 8h às 12h.

A crítica de arte, Aline Figueiredo, descreve Sol como "um artista de múltiplas interações criativas, ora plásticas ora poéticas ou teatrais, com independência de estilos e livre das convenções de mercado. Acredito mesmo que Sol se envolva nos anseios do fazer arte por meio de vida e nos remete à ArtBrut, termo cunhado por Jean Dubuffet, em 1945, para expressar a arte crua, sem preciosismo técnico ou formal".

Visibilidade trans

Sol é o primeiro jovem trans não-binário a conceber e realizar um projeto com essas proporções em Cuiabá. A exposição tem o papel de fomentar a produção e a comercialização de artes mato-grossenses trans e possibilitar acesso à espaços e pensamento crítico, a partir das estéticas apresentadas por essa população. 

Veja mais notícias sobre Arte.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Quarta, 01 Dezembro 2021

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://portalamazonia.com/