Manaus 30º • Nublado
Segunda, 06 Dezembro 2021

É emocionante para qualquer artista se apresentar no Teatro Amazonas', diz Eva Wilma

MANAUS - Quem nunca escutou as expressões 'Well' e 'Stop, viu bichin'? Quem nunca ouviu o nome imponente de Maria Altiva Pedreira de Mendonça e Albuquerque? Falamos de um dos ícones da teledramatúrgia brasileira, Eva Wilma, responsável por personagens inesquecíveis. A atriz de 81 anos fala ao Portal Amazônia sobre o espetáculo Azul Resplendor', que apresenta no Teatro Amazonas neste fim de semana.Os bastidores do teatro ganham uma visão bem humorada na peça do peruano Eduardo Adrianzén. A montagem estreou em outubro de 2013 e seguiu durante dois anos por várias capitais brasileiras. "Já haviamos terminado a turnê e ficamos frustrados por não conseguir fazer apresentações no Norte. Então, levamos o espetáculo correndo. Ficamos muito felizes pelo convite ainda mais quando soubemos que as sessões aconteceriam durante o aniversário de Manaus", disse. Para Eva, o espetáculo mostra uma faceta divertida do teatro. O enredo traz a história de Blanca (Eva Wilma), uma atriz frustada que recebe um convite para participar do projeto escrito por Tito (Pedro Paulo Rangel). Ela só aceita com uma condição: que o diretor seja um profissional de renome. Tito decide contratar Antônio Balanguer (Dalton Vigh) que tem como assistente Glória Campos (Lucina Borghi). Os atores Luciana Brites e Felipe Guerra completam o elenco. Elenco de peça 'Azul Resplendor'. Foto: Divulgação
Com 62 anos de carreira artística, a atriz garante que o público vai se divertir com as situações apresentadas na peça de 1h30. "A personagem não tem nada a ver comigo (risos), a não ser pelo tempo de carreira. O texto de Eduardo (Adrianzén) é maravilhoso, porque aborda os bastidores do teatro de forma engraçada e dinâmica", afirmou a artista. 
Atriz encarna uma diva em decadência. Foto: Diego Oliveira/Portal Amazônia

Experiência e sucesso

"Entre todos os personagens que interpretei, a Maria Altiva foi, sem dúvidas, o mais querido pelo público. Meu último trabalho também é bem significativo [Fábia em Verdades Secretas], porque tratou sobre o vício [alcoolismo] na terceira idade", revelou Eva. A atriz iniciou a carreira artística no corpo de balé de Maria Olenewa, aos 9 anos. Ao longo da carreira participou de 22 filmes e cerca de 40 trabalhos na televisão, além de contar os espetáculos teatrais. Essa não é a primeira apresentação de Eva no Teatro Amazonas. Em 1949, a atriz viajou por todo país se apresentando com o balé de Maria Olenewa. "Éramos cerca de 20 bailarinos com um repertório intenso e realizamos espetáculos por todas as cidades costeiras do Brasil. É emocionante para qualquer artista apresentar um projeto no palco do Teatro Amazonas, um dos mais belos do país", afirmou Eva. Sessões

Nesta sexta-feira (23), a partir das 19h, o espetáculo 'Azul Resplendor' será apresentado gratuitamente no Centro Convivência da Família Padre Pedro Vignola, localizado na rua Gandú, 119, Nova Cidade. Já no Teatro Amazonas, as apresentações acontecem sábado (24), às 20h, domingo (25), às 19h e segunda-feira (26), às 20h. Os ingressos custam R$ 20.

Veja mais notícias sobre Arte.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Segunda, 06 Dezembro 2021

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://portalamazonia.com/