Um clarão no céu deixa moradores do Acre assustados

Um forte clarão nos céus do Acre chamou a atenção no início da noite deste sábado (27). O foco de luz que atravessava o céu do Estado deixou os moradores assustados. As informações são do G1 Acre.

Muitos registros em fotos e vídeos foram feitos por moradores e rapidamente se espalharam pelas redes sociais com os comentários de que um avião estaria caindo, e outros, como sendo apenas uma estrela. O clarão pode ser visto por moradores das cidades de Rio Branco, Tarauacá, Feijó, Cruzeiro do Sul, Porto Walter e Rodrigues Alves.

Ao G1, o superintendente da Infraero em Cruzeiro do Sul, Carlos Augusto, informou que o órgão descartou a queda de uma aeronave, já que não houve nenhum registro no espaço aéreo da cidade. “Não temos nenhuma indicação de aeronave na região. O que pode ter acontecido é a ação de algum meteorito, que quando entra na atmosfera pega fogo e causa um clarão. Mas isso não é oficial”, explicou.

Foto: Divulgação / Redes Sociais

Procurado pela reportagem, o meteorologista Alejandro Fonseca, da Universidade Federal do Acre (Ufac), disse que nenhuma atividade de meteoro ou cometa estava prevista para acontecer no espaço aéreo do Acre. Segundo ele, o clarão pode ter sido ocasionado por lixo espacial. “Quando o lixo entra na atmosfera sofre um atrito muito grande e isso causa incêndio no objeto. O que pode ter acontecido é isso”, declarou.

O comandante do Corpo de Bombeiros de Cruzeiro do Sul, capitão Rômulo Barros, também descartou a queda de uma aeronave.

“Entramos em contato com a nossa equipe que fica no aeroporto e a equipe da Aeronáutica ligou para Manaus que é quem faz o monitoramento do espaço aéreo aqui e não eles disseram que não teve nenhum chamado de emergência do tipo. Suspeita-se que tenha sido um meteorito que caiu entre o Acre e o Peru, mas ainda não podemos confirmar”, disse o militar.

Publicidade
Publicidade

Relacionadas:

Mais acessadas:

Nova espécie de peixe única no mundo é descoberta na Amazônia peruana

O IIAP, em coordenação com as autoridades peruanas, implementa medidas de controle para garantir sua conservação efetiva.

Leia também

Publicidade