Titular da Suframa, Rebecca Garcia aposta na força da Fiam

MANAUS – “A Feira Internacional da Amazônia (FIAM) será diferente em 2015”, afirmou a titular da Superintendência da Zona Franca de Manaus (Suframa), Rebecca Garcia. Nesta segunda-feira (16), Rebecca visitou a sede da Rede Amazônica, onde foi recebida pelo jornalista e presidente do grupo, Phelipe Daou. Em entrevista ao Portal Amazônia, a superintendente falou sobre os projetos que deverão ser realizados pela Suframa em 2016. 
Ex-deputada federal pelo Partido Progressista (PP), Rebecca foi nomeada para assumir o comando da Suframa em outubro deste ano. De acordo com a superintendente, entre todos os desafios, o principal é criar oportunidades para a região. “Por exemplo, o nosso objetivo é utilizar a Fiam para impulsionar a economia do Amazonas. A feira será diferente em todos os aspectos, queremos trazer mais investimentos para os negócios locais”, contou.
Tema da feira é ‘Invista no futuro. Agora’. Foto: Divulgação
Com o tema ‘Invista no futuro. Agora’, a Fiam acontece entre os dias 18 e 21 de novembro, no Studio 5 Centro de Convenções. O evento atinge diversos segmentos, com destaque para as rodadas de negócios, espaço para exposição de novas tecnologia do Polo Industrial de Manaus (PIM), área para divulgação e comercialização de produtos regionais, além de seminários científicos. Neste ano, estima-se que o público ultrapasse a marca de 80 mil pessoas.
Verba
Entre outras ações, Rebecca pretende agilizar a liberação de R$2 bilhões de recursos contingenciados. “Já participamos de duas audiências, uma delas com toda bancada do Amazonas. Pudemos explicar todos os problemas em torno do Distrito Industrial. Esse recurso é de suma importância para que o PIM se reerga. Precisamos conseguir todo apoio necessário”, disse.  
As ruas do Distrito também são prioridades para Rebecca. Ela afirmou criar uma parceria com o Exército do Brasileiro para solucionar o problema da via esburacada. “O Distrito Industrial é considerado um bairro de Manaus e a responsabilidade de cuidar das vias públicas é da Prefeitura, mas entendemos que este é um momento delicado, então queremos utilizar a mão de obra do exército para solucionar o problema. Afinal, eles têm competência de sobra para fazer um bom trabalho e entregar no prazo solicitado”, falou Rebecca.
Rebecca visitou a Rede Amazônica. Foto: Diego Oliveira/Portal Amazônia

Em uma reunião realizada em Brasília, foram debatidos os Projetos Produtivos Básicos (PPB), que estão bloqueados. “A indústria precisa do PPB. Temos 11 projetos que são prioridade e há esperança de que os mesmos sejam liberados o quanto antes. O PIM precisa ser colocado dentro dos casos prioritários, então a lentidão na resposta não deve existir”, afirmou.SaláriosAo falar sobre os salários dos funcionários da Suframa, Rebecca defendeu a reivindicação por parte dos servidores. “É uma prioridade. O pleito dos trabalhores é justo, precisamos realizar uma revista na questão salarial. Toda a conversa que estamos tendo em Brasília está sendo feita em parceria com o Sindicado dos Servidores. Talvez cheguemos em uma resolução ainda este ano”, explicou. 
Publicidade
Publicidade

Relacionadas:

Mais acessadas:

Justiça Federal suspende documentário que utiliza imagens do povo Korubo sem autorização dos indígenas a pedido da Funai

Não houve negociação nem autorização para a divulgação das captações, que aconteceram na Terra Indígena Vale do Javari, no Amazonas.

Leia também

Publicidade