Parlamentares e empresários inspecionam obras na rodovia BR-319


Condição atual de boa parte da BR-319. Foto: Izabel Santos/Portal Amazônia

MANAUS – Parlamentares do Amazonas e de Rondônia começam nesta segunda-feira (26) uma diligência na rodovia BR-319 entre Porto Velho (RO) e Manaus (AM). O objetivo da viagem é averiguar a trafegabilidade da estrada, principalmente nos trechos que estão em obras pelo executadas pelo Departamento Nacional de Infraestrutura (Dnit). A estrada é apontada como uma das soluções para superar o isolamento terrestre do Estado do Amazonas em relação a outros estados.Além dos políticos, entidades comerciais e empresários percorrerão quase 900 quilômetros entres as duas cidades. A iniciativa é realizada em cumprimento ao requerimento n°51/2015, aprovado na Comissão de Infraestrutura do Senado Federal. O grupo partirá às 14h da cidade de Porto Velho (RO), com destino ao município de Humaitá, no Sul do Amazonas, onde devem chegar por volta de 19h. Na terça-feira (27), às 5h, o grupo partirá com destino a Manaus via distrito de Realidade e município de Careiro Castanho. No caminho pretendem fazer inspeção nos trabalhos ao longo da rodovia.Entre os presentes estão confirmados os senadores rondonienses Acir Gurgacz e Valdir Raupp. Os deputados estaduais amazonenses Francisco Souza e Platiny Soares também confirmaram presença. “Somos um grupo de mais de 100 pessoas representando os estados do Amazonas e de Rondônia”, disse o senador Gurgacz. “Todos os brasileiros têm interesse na conclusão das obras na rodovia e todos devem trafegar com segurança”, acrescentou.Na quarta-feira, já na capital do Amazonas, terão um encontro com a imprensa na Assembleia Legislativa do Amazonas. O retorno à Porto Velho está previsto para a manhã da quinta-feira (29), às 5h.Obras

Há três semanas, as obras no trecho entre os quilômetros 250 e 655 foram embargadas pelos Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama). De acordo com o órgão o Dnit fez alterações na estrada que não estavam autorizadas. Após audiência pública no Senado na última quarta-feira (21), o Dnit enviou a lista de obras realizadas na rodovia para que o Ibama avalie o fim do embargo.

De acordo com a assessoria do Ibama, o órgão recebeu o documento na quinta-feira (22), que será analisado pela equipe técnica com a urgência necessária, seguindo o que determina a legislação.

Publicidade
Publicidade

Relacionadas:

Mais acessadas:

Governo Federal cria cooperativa para reciclar resíduos da Terra Indígena Yanomami

Termo de Execução Descentralizada entre MPI e MTE visa ampliar a economia e renda de indígenas em contexto urbano, assim como a proteção ambiental e a autonomia da TI.

Leia também

Publicidade